Home / Notícias / CNM apresenta ações que priorizam os Municípios integrantes da Rede Cidades Históricas

Notícias

Friday, 27 de January de 2017

CNM apresenta ações que priorizam os Municípios integrantes da Rede Cidades Históricas

Diante do reconhecimento da importância do Turismo Cultural para o desenvolvimento econômico dos Municípios detentores de sítios e bens do patrimônio natural e cultural, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa aos gestores que tornou como tema prioritário o projeto Rede Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial. A entidade tem promovido ações que possam fortalecer o Turismo e contribuam para viabilizar a gestão dessas cidades.
 
A Rede Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial é composta por 71 Municípios com sítios do patrimônio natural e cultural reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Outras 301 cidades com bens tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) também integram a Rede.
 
O fomento ao Turismo e ao desenvolvimento das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial é um tema que a Área Técnica de Turismo da CNM trabalha há algum tempo. Com isso, priorizar o assunto só contribui para que esses Municípios tenham mais visibilidade.
 
Ações no TCU
Uma das iniciativas da CNM teve a parceria do Tribunal de Contas da União (TCU) em 2016. Na ocasião, foi realizado o Painel de Referência, que discutiu o planejamento de auditoria de natureza operacional nas ações relacionadas à Infraestrutura Turística. O objetivo dessa iniciativa foi avaliar a alocação de recursos federais descentralizados aos Estados e Municípios que abrigam os sítios declarados Patrimônio Mundial pela Unesco.
 
Após a realização das auditorias foi redigido um relatório técnico que subsidiou a votação do Acórdão 3155/2016 no Plenário do TCU. A decisão recomendou à Casa Civil da Presidência da República a elaboração, em conjunto com os Ministérios do Turismo, do Meio Ambiente, da Cultura e de outros órgãos com atribuições ao tema uma política nacional de gestão do patrimônio mundial da humanidade. Essa decisão deve contemplar, entre outros objetivos, a exploração turística adequada e a definição das responsabilidades das instituições em todas as instâncias federativas, na iniciativa privada e na sociedade, voltadas à estruturação dos destinos turísticos.
 
Isso pode contribuir para a autossustentabilidade desses Municípios e priorizar questões relevantes, como a padronização da sinalização, comunicação visual e atendimento ao turista. Ainda devem estar na lista de preferência a adequação da infraestrutura de transporte, hospedagem e acesso; estratégia de divulgação e promoção; formação de mão de obra especializada dentre outras que eventualmente sejam necessárias.
 
Encontro das Cidades Históricas
A CNM realizou dois grandes Encontros Brasileiros das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial onde recebeu gestores estaduais e municipais de todas as regiões do Brasil. Os eventos foram promovidos para definir uma agenda de desenvolvimento sustentável dos núcleos históricos, em sintonia com a gestão urbanística das cidades e direcionada aos municípios reconhecidos como Patrimônio Cultural Nacional e Patrimônio Mundial.
 
O primeiro encontro, realizado em Olinda, Pernambuco, em 2015 e contou com 150 participantes. Já o segundo, em São Luís, Maranhão, reuniu 800 pessoas no ano passado. Em setembro, a Confederação vai promover o terceiro encontro. O local ainda será definido. A expectativa é de que 1500 pessoas participem do evento.
 
Participação no Congresso
Audiências no Poder Legislativo e a discussão de propostas que fortaleçam o desenvolvimento dos Municípios também fizeram parte das ações da CNM. No congresso nacional, a entidade trabalhou ativamente para inserção das Cidades Patrimônio Mundial no Projeto de Lei (PL) 442/1991.
 
O texto proposto pela CNM faz referência à construção de cassinos e direcionamento de impostos para manutenção e conservação do patrimônio e inserção das Cidades Patrimônio Mundial.
 
Exposições em Londres e no Rio de Janeiro
A Confederação também esteve reunida com Embratur em várias oportunidades. O resultado desses encontros foi essencial para o desenvolvimento de ações na divulgação e fomento ao Turismo nas cidades brasileiras consideradas Patrimônios Culturais da Humanidade.
 
Uma delas foi o Projeto Exposição Itinerante dos Patrimônios Culturais da Humanidade no Brasil realizado pela Embratur. A primeira exposição aconteceu em Londres, na Inglaterra e a segunda no Rio de Janeiro, durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos realizados no Brasil.
 
Outras parcerias
Além do TCU, Embratur e Unesco, a CNM também firmou parcerias com várias representações turísticas para o desenvolvimento econômico dos Municípios detentores de sítios e bens. Entre elas, foram promovidas iniciativas em conjunto com o Ministério do Turismo, Ministério da Cultura, Unesco e Iphan.
 
A entidade ainda ofereceu apoio técnico e institucional para entidades como a Organização Brasileira das Cidades Patrimônio Mundial (OCBPM) e Associação Brasileira das Cidades Históricas Turísticas (ABCHT), que atuam nesse segmento.
 
Confira abaixo os objetivos da Rede Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial:
- Desenvolver o turismo nas Cidades Históricas;
- Delinear estratégias para fazer face aos desafios associados à conservação e gestão dos municípios turísticos históricos
- Auxiliar na implementação de projetos voltados desenvolvimento econômico e social
- Apoiar, desenvolver, gerir, organizar e planejar estudos, pesquisas, projetos e eventos técnicos
- Promover os municípios em todo e qualquer pleito do interesse do segmento
- Promover o inter-relacionamento dos Municípios, incentivando, em especial, o intercâmbio de experiências e informações
- Promover diligências junto aos poderes públicos, apresentando-lhes sugestões e alternativas, auxiliando na tomada de decisões que visem ao fomento do turismo e da cultura
- Promover os destinos, produtos e serviços turísticos das cidades patrimônio mundial nos mercados nacional e internacional
- Promover o aperfeiçoamento técnico dos associados, visando à qualificação no desempenho de suas atividades
- Promover o turismo, a cultura e a preservação das Cidades Históricas e Patrimônio Mundial no Brasil.
 
Consulte aqui se o seu Município faz parte dessa Rede. Veja a relação dos Municípios com sítios do patrimônio natural e cultural reconhecidos pela Unesco. Conheça aqui os Municípios com bens tombados pelo Iphan.
 
Para mais informações, entre em contato com a Área Técnica de Turismo pelos telefones (61) 2101-6606 ou pelo e-mail: turismo@cnm.org.br