Home / Notícias / Municípios podem se beneficiar com a temporada de cruzeiros no Brasil

Notícias

22/11/2016

Compartilhe esta notícia:

Municípios podem se beneficiar com a temporada de cruzeiros no Brasil

A temporada de cruzeiros marítimos no Brasil começou nesta segunda-feira, 21 de novembro, e segue até 18 de abril de 2017. Neste período os navios passarão por 13 portos nacionais com roteiros de duração mínima de três noites e máxima de 20 noites. São esperados mais de 381 mil cruzeiristas que aproveitarão 108 roteiros no país. 

Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM) é uma excelente notícia visto que o aumento do fluxo turístico representa um significativo aumento da renda, melhoria do comercio e consequentemente na arrecadação dos Municípios costeiros. 

Os navios de cruzeiros vindos de outros países precisam cumprir critérios para navegarem em águas nacionais e se enquadrarem nesta categoria. Entre eles estão: ter operação feita por escritórios nacionais, ter uma equipe de bordo com, no mínimo, 25% de tripulantes brasileiros e permanecer, no mínimo, 31 dias na costa brasileira. 

Open Jaw
Há também os cruzeiros internacionais e os chamados Open Jaw, nos quais o embarque acontece em um porto e o desembarque, em outro, porque já estão contempladas as passagens aéreas no pacote. Antes mesmo da abertura oficial da temporada, um navio de bandeira das Bahamas já aportou em Natal e Recife nos últimos dias 17 e 18, respectivamente. Considerando os cruzeiros internacionais, a capital do Rio Grande do Norte espera receber 10 navios durante a temporada 2016/2017. 

De acordo com a Companhia das Docas do Rio Grande do Norte (Codern) a estimativa é que o fluxo turístico gerado pelos cruzeiros marítimos movimentará cerca de R$ 3 milhões na economia local. Já o Porto de Recife calcula que receberá, pelo menos, 20 navios até abril. 

Amazonas
A temporada de cruzeiros de rio também já começou. Segundo a Amazonastour, mais de 24 mil turistas devem desembarcar em Manaus até junho de 2017, o que representa um crescimento de 40% em relação à temporada 2015/2016. A estimativa é que esses visitantes movimentem cerca de R$ 45 milhões de reais em diversos setores da economia local. 

Agência CNM, com informações do MTur


Notícias relacionadas