Home / Notícias / CNM apresenta resultados da Convocatória de Projetos Inspiradores da Nova Agenda Urbana

Notícias

Thursday, 12 de January de 2017

CNM apresenta resultados da Convocatória de Projetos Inspiradores da Nova Agenda Urbana

A Confederação Nacional de Municipios (CNM) informa aos gestores que foram divulgados os resultados da Convocatória de Projetos Inspiradores da Nova Agenda  Urbana.  O objetivo da convocatória  foi identificar projetos que irão atuar sobre a Nova Agenda Urbana e difundir as iniciativas que atuem na construção de cidades verdes e inclusivas para  fortalecer o desenvolvimento urbano sustentável.

A convocatória é uma ação  do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat). A iniciativa tem o apoio de parceiros como a Federação Latino-Americana de Cidades, Municípios e Associações Municipalistas (Flacma) e a própria CNM. A entidade explica que foram recebidos 147 projetos de 16 países da América Latina e Caribe. Os países que mais se destacaram em número de projetos enviados foram o Brasil, o México e a Colômbia.

Como parte do processo da convocatória, os projetos enviados foram avaliados por membros do comitê técnico composto por representantes de diferentes organizações e especialistas na temática de desenvolvimento sustentável vinculado a Nova Agenda Urbana.

Projetos selecionados
A Confederação informa que ao todo o comitê selecionou 4 propostas: Projeto del  Caño Martín Peña, de San Juan, em Porto Rico; Plano de Melhoramento Integral de Bairros Periféricos de Cuenca, no Equador; Espaços de Dulzura, de Curridabat, na Costa Rica e Plano Diretor Estratégico do Município de São Paulo, em São Paulo, Brasil.

Todos os projetos passaram por uma avaliação minuciosa. Para isso, foram considerados  critérios e indicadores pré-estabelecidos na convocatória. Entre eles, estão  aspectos relacionados à inovação, ao impacto, à associação/cooperação/ e à adaptabilidade.

Temas
Também foram levados em conta a participação cidadã, temas transversais (gênero, juventude, cidadania, direitos humanos, mudanças climáticas), os princípios da Nova Agenda Urbana e os principios da  ONU-Habitat, quais sejam: legislação, planejamento, desenho e finanças urbanas.

Além das quatro propostas seleciondas, foram escolhidos outros quatro projetos que receberam menção honrosa. Eles são da Colômbia, Brasil, Bolívia e Argentina. Essas ações se destacaram por aportar uma ação integrada com o desenvolvimento urbano e com a capacidade de atingir resultados e estarem integrados com os temas transversais da Agenda 2030.