Home / Notícias / Parlamentares da região Sul confirmam comprometimento com pauta municipalista

Notícias

09/11/2016

Compartilhe esta notícia:

Parlamentares da região Sul confirmam comprometimento com pauta municipalista

Prefeitos eleitos e reeleitos da região Sul do Brasil receberam para o almoço desta terça-feira, 8 de novembro, do seminário Novos Gestores parlamentares da bancada dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Ao todo, compareceram ao evento 23 deputados federais, dois senadores e o ministro da Saúde, Ricardo Barros. A vinda deles ao seminário simbolizou, segundo declarações dos parlamentares, o comprometimento com a pauta municipalista.

Os parlamentares ouvidos pela Agência CNM reiteraram a importância da aprovação das pautas que tramitam a favor dos Municípios no Congresso Nacional, bem como reconheceram o trabalho da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na articulação com o governo federal e o Legislativo federal.

Confira abaixo algumas das declarações dos deputados:

“Eu acho que os deputados só vão dar a resposta que os municipalistas merecem se, de fora para dentro, se a pressão municipalista e os projetos forem bem encaminhados”, Afonso Motta (PDT-RS).

“Não existe lei sem o Município. Uma lei para ser implementada é lá no Município. É lá que as coisas acontecem, é lá que a educação funciona, é lá que saúde deve funcionar”, Mauro Pereira (PMDB-RS).

“Tenho convicção que precisamos resolver o Município, porque é lá que as pessoas vivem, é lá que é o nosso cotiadiano. Portanto, apoiar o municipalismo é um dever de todos nós, que queremos ver um Brasil melhor”, Ângela Albino (PCdoB-SC).

“Nós precisamos inverter essa pirâmide, que hoje está muito pequenina para os recursos, mas muito grande para os sacrifícios que os Municípios passam. Cada vez menos recursos, cada vez mais atribuições. Também cada vez mais dificíl para ser o agente público municipal”, Heitor Schuch (PSB-RS).

“É no Município que as ações precisam acontecer, é para lá que nosso trabalho tem que fazer sentido. Então, defender os Municípios faz parte da agenda prioritária do nosso mandato”,   Leandre Dal Ponte (PV-PR).

“A minha base são prefeitos e vereadores, ligadas ao meu partido, das alianças que eu participo e formada em cima de compromissos de formar mais desenvolvimento, mais distribuição de renda para aquela região. Não há como se fazer essas políticas, se não houver um compromisso com as cidades”, Ênio Verri (PT-PR).

“Tenho feito tudo e trabalhado na medida do possível a favor do municipalismo. Tudo que é descentralização acaba se fazendo com menos recursos, a obra custa menos, porque a comunidade está perto e fiscaliza”, Celso Maldaner (PMDB-SC).

“Nós, enquanto deputados federais que aqui estamos representando nossos Estados e principalmente os Municípios, buscamos articular com o governo federal não só programas e ações, mas também recursos”, Geovania de Sá (PSDB-SC).

“O que temos que fazer é apoiar as iniciativas dos prefeitos, que estão numa situação extremamente delicada [...]. O que passam hoje os prefeitos é uma luta inglória e irão pegar um momento da economia brasileira extremamente delicado”, Luís Carlos Heinze (PP-RS).

Presentes
Além do ministro de Saúde, Ricardo Barros, e dos deputados ouvidos, também estiveram presentes no evento os deputados Alfredo Kaefer (PSL-PR), Aliel Machado (Rede-PR), João Arruda (PMDB-PR), Giovani Cherini (PP-RS), Jerônimo Goergen (PP-RS), João Derly (Rede-RS), José Stédile (PSB-RS), Jones Martins (PMDB-RS), Nelson Marchezan Júnior (PSDB-RS), Carmem Zanotto (PPS-SC), Décio Lima (PT-SC), Jorginho Mello (PR-SC), Marco Tebaldi (PSDB-SC) e Ronaldo Benedet (PMDB-SC).

Do Senado Federal, estiveram presentes os senadores Dalírio Beber (PSDB/SC) e Dário Berger (PMDB-SC).

Notícias relacionadas