Home / Notícias / Dia Internacional da Mulher: CNM incentiva ações promovam a igualdade de gênero

Notícias

Thursday, 09 de March de 2017

Dia Internacional da Mulher: CNM incentiva ações promovam a igualdade de gênero

O Dia Internacional da Mulher foi instituído pelas Nações Unidas em 8 de março de 1977, e daí por diante todos os anos a data histórica tem sido celebrada com ações e medidas que enaltecem o público feminino. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) não ficou de fora, e felicitou todas as mulheres e gestoras municipais pelo seu dia.

Além de matérias divulgadas no site da entidade, de posts nas redes sociais e envio de mailings a Confederação convoca a todos os gestores locais a desenvolverem ações que promovam a igualdade de gênero. No caso daqueles que já as desenvolvem, a diretoria incentiva manter as políticas, e se possível expandir sua atuação, para garantir maior equidade social.

A CNM reconhece que a busca pela igualdade de gênero é uma pauta presenta nas agendas nacional e internacional, e que demanda esforços de todos além de ser um dos temas centrais da Agenda 2030 das Nações Unidas. Dentre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) o objetivo de número cinco trata especificamente da igualdade de gênero e do empoderamento feminino.

Diante disso, e por ser o âmbito de governança mais próximo a população, o trabalho desenvolvido pelos gestores municipais é fundamental para transformar os gestores locais em agentes chave. Para incentivar essa agenda, nesta quinta-feira, 9 de março, aconteceu bate papo com prefeitas e parceiros para apresentação do Movimento Mulheres Municipalistas (MMM). Esse projeto será lançado durante a XX Marcha a Brasília em maio, de 15 a 18 de maio. O grupo de trabalho de gestoras municipais objetiva fomentar o tema dentre do municipalismo brasileiro.

Atualmente, 12% das prefeituras brasileiras são geridas por mulheres, número que cresce desde as eleições de 2008 quando esse porcentual era de 9%. A região Nordeste tem a maior quantidade de liderança feminina, com destaque para o Rio Grande do Norte com 28% de prefeitas mulheres. O Estado também foi pioneiro neste tipo de representação, há 88 anos, foi a primeira vez que uma mulher foi eleita ao cargo de prefeita, Alzira Soriano, na cidade de Lages (RN).