Home / Notícias / Cachaça inspira roteiros turísticos em diversos Municípios brasileiros

Notícias

13/09/2016

Compartilhe esta notícia:

Cachaça inspira roteiros turísticos em diversos Municípios brasileiros

Neste dia 13 de setembro, é celebrado o Dia Nacional da Cachaça. Tratada como um produto agregado ao turismo, a bebida é uma dos atrativos responsáveis por motivar a visita em muitos destinos turísticos nacionais. Além de conhecer melhor o processo de produção, os turistas podem experimentar a vivência no campo e a gastronomia local. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) aproveita a data para trazer alguns roteiros que utilizam a cachaça como principal motivação para o turismo.

Conhecida também como pinga, a cachaça é obtida por meio da destilação do caldo da cana de açúcar fermentado. Devido à sua importância para a cultura brasileira, foi reconhecida como patrimônio histórico e cultural do país. A bebida caiu no gosto não apenas dos brasileiros, mas também dos estrangeiros que encontram na famosa caipirinha um pouco da identidade do país.

A produção da cachaça é mais forte na região Nordeste do país e em alguns Estados do Sudeste. E ao contrário do que algumas pessoas possam imaginar, a bebida pode ser branca ou amarelada, mas não precisa passar pelo barril de madeira. Em cidades como Paraty (RJ) e Salinas (MG), há vários alambiques onde a cachaça é feita artesanalmente.

Em Minas Gerais, por exemplo, a bebida inspirou a criação do Circuito Turístico da Cachaça, lançado há apenas três meses. Ele reúne cinco Municípios - Salinas, Taiobeiras, Rubelita, Fruta de Leite e Indaiabira - responsáveis pela produção de cerca de 70 rótulos da bebida tipicamente mineira. Entre eles, a cachaça Havana, considerada uma das melhores do mundo.

Museus pelo Brasil

De acordo com a Associação de Produtores Artesanais de Cachaça de Salinas (Apacs), somente a cidade de Salinas é responsável pela produção de cerca de 56 rótulos da bebida. A cidade abriga um museu com 2.200 garrafas e 60 marcas produzidas.

Em Betim, Minas Gerais, o alambique e parque Ecológico Vale Verde recebe visitas. No local, há um museu da cachaça com dois mil exemplares de diferentes marcas onde o turista pode conhecer o processo de produção da bebida.

O museu da cachaça, em Maranguape (CE), conta com um acervo arquitetônico e cultural do século XIX, além de atrações esportivas, como o passeio de caiaque e escalada. Entre as peças expostas estão uma réplica do primeiro alambique construído no local, um trator vindo da Inglaterra na década de 30 e um tonel de madeira com capacidade para 374 mil litros.

Curiosidades

A maior coleção de garrafas de cachaça do mundo está localizada no Museu da Cachaça de Lagoa do Carro, no Estado pernambucano. Esse é o título que o fundador do museu recebeu do Guiness Book, o livro dos records, por ter mais de 12 mil garrafas vazias da bebida que é patrimônio brasileiro.

Contudo, o primeiro museu do gênero foi construído em Paty dos Alferes (RJ). Lá estão instaladas uma indústria artesanal de aguardente, duas adegas e um bar para degustação.

 

 


Notícias relacionadas