Home / Notícias / Turismo para a melhor idade: Confederação destaca benefícios do segmento

Notícias

29/09/2016

Compartilhe está notícia:

Turismo para a melhor idade: Confederação destaca benefícios do segmento

Atualmente, o Brasil abriga mais de 23 milhões de pessoas com mais de 60 anos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E ao contrário do que muitos possam imaginar, esse público tem disposição de sobra para viajar e conhecer novos destinos no Brasil. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra os gestores do potencial do turismo voltado à melhor idade.

No decorrer dos últimos anos, esse segmento do turismo ganhou mais força. Pessoas com idade acima de 60 anos passaram a buscar com mais frequência os serviços de viagem. O desejo de desfrutar de uma aposentadoria tranquila se transformou em vontade de desbravar o mundo.

Porém, a Confederação observa que o perfil desse público requer um atendimento mais qualificado. O tratamento oferecido pelos prestadores de serviço deve ser amável, respeitoso e compreensivo para que se sintam confortáveis durante a experiência turística. Além disso, os profissionais também devem estar atentos às necessidades especiais de cada viajante, em caso de precisarem de auxílio.

Estudos do Ministério do Turismo apontam que os idosos compõem uma importante parcela dos turistas que desejam conhecer os destinos do país. A pesquisa Sondagem do Consumidor, publicada em agosto deste ano, mostra que 25,4% desses brasileiros na faixa etária acima de 60 anos pretendem viajar nos próximos seis meses. A maioria (59,9%) deverá escolher destinos domésticos.

Dicas aos Municípios

Atender corretamente os turistas idosos demanda do Município adequação da infraestrutura dos meios de hospedagem, restaurantes e atrações turísticas. A CNM cita alguns exemplos de ações: fazer a sinalização com cores fortes, implantar barras horizontais para apoio em banheiros e instalar rampas e elevadores como alternativas às escadas do local.

Para atingir a acessibilidade ideal nos empreendimentos turísticos a esse público, também são necessários pisos antiderrapantes, vagas reservadas nos estacionamentos, assentos além de filas preferenciais, destaca a entidade.

Mais informações

A descrição completa dos itens de acessibilidade que devem compor a infraestrutura dos empreendimentos turísticos está presente na NBR 9050/2015, desenvolvida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Uma cartilha desenvolvida pelo Ministério do Turismo também traz mais informações sobre o tema. Com o título Dicas para atender Bem turistas idosos, o material pode ser útil aos gestores brasileiros que pretendem melhorar a qualidade dos produtos e serviços turísticos oferecidos a esse público.

Conheça a cartilha aqui

 

 


Notícias relacionadas