Home / Comunicação / Ações para o trânsito são realizadas no Dia Internacional do Idoso

Notícias

02/10/2017

Compartilhe esta notícia:

Ações para o trânsito são realizadas no Dia Internacional do Idoso

No último domingo, 1º de outubro, foi o Dia Internacional do Idoso. Estes são as maiores vítimas de atropelamento entre pedestres. Sabendo disso, vários Municípios realizam campanhas para conscientizar essa parcela da população sobre os cuidados para um trânsito mais seguro.

Dados do Ministério da Saúde de 2016 mostram que os idosos representam as principais vítimas fatais por acidentes de transporte terrestre no Brasil, respondendo por 36% dos casos de atropelamentos com morte.

A alta velocidade, falta de orientação dos condutores, problemas com a sinalização de trânsito, falta de atenção, mobilidade e alterações fisiológicas dos idosos são as principais causas para os acidentes.

Essa parcela da população é a que mais sofre, pois têm a questão da perda auditiva e de visão, além de uma dificuldade maior de locomoção, o que pode até resultar em quedas. Muitas vezes o idoso não aceita as limitações motoras e atravessa fora da faixa, o que pode resultar em acidentes. Além disso, falta uma maior conscientização e mais respeito dos motoristas para um trânsito mais seguro.

Os Departamentos Municipais de Trânsito promovem eventos com a programação voltada à orientação nos Centros de Convivência para a Terceira Idade. Os idosos participaram de uma roda de conversa sobre o tema e discutiram sobre as dificuldades que permeiam o dia a dia de quem precisa sair de casa.

A CNM alerta que as vias com maior incidência de óbitos precisam sem mapeadas, juntamente com a realização de campanhas permanentes com os condutores e, as parcerias com institutos de atendimento à idosos. As abordagens podem ser realizadas com a participação dos idosos, educadores e agentes de trânsito.

É importante que haja um respeito mútuo e uma convivência segura e saudável entre motoristas e pedestres, garantindo um trânsito mais seguro.

Boas práticas

Em 2016, o Governo do Paraná, em parceria com a iniciativa privada realizou uma ação para reduzir o número de acidentes de trânsito entre os idosos em Londrina. A Escola Prática Educativa de Trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) repassaram dicas a 300 idosos sobre os perigos do trânsito da cidade.

Segundo informações da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Londrina reduziu em 33% as mortes por atropelamento nos quatro primeiros meses de 2017, em comparação com o mesmo período de 2016.


Notícias relacionadas