Home / Comunicação / CNM lembra potencial dos cruzeiros marítimos para incremento das receitas locais

Notícias

04/09/2017

Compartilhe esta notícia:

CNM lembra potencial dos cruzeiros marítimos para incremento das receitas locais

Com um litoral de mais de sete mil quilômetros, o Brasil tem potencial para alavancar cruzeiros marítimos e a população apoia. Segundo pesquisa, quase 90% dos brasileiros se dizem a favor da criação de portos com capacidade para chegada de navios cruzeiros. A iniciativa é destaque nas regiões Sul e Nordeste, por já impulsionarem o segmento.

De acordo com o material, elas são as que possuem o maior potencial para ampliar o número de destinos que recebem os cruzeiros. Mesmo diante de tanta aptidão, o Brasil ainda caminha a passos lentos para alavancar o setor.

Uma das principais dificuldades está na a alta carga tributária para o setor, que busca igualar o tratamento tributário dos cruzeiros àquele dado à navegação de cabotagem e ao apoio portuário e marítimo, reivindicando a deficiência de infraestrutura e a regulações.

Em maio deste ano, o setor comemorou uma importante conquista, quando foi regulamentada a Lei da Migração. Ela definiu que os marítimos dos navios em circulação pelo país não precisarão mais de vistos para exercer suas atividades. A medida, prevista para começar em novembro, representará uma redução de até R$ 500 mil no custo de cada navio.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra que os cruzeiros marítimos podem apresentar os aspectos turísticos de muitas cidades em uma única viagem. Por esse motivo, orienta os gestores que se articulem para verificar a possibilidade de construir rotas com outras cidades próximas.

Outra frente que pode ajudar a desenvolver o setor é a legalização dos cassinos no país, que permitirá aos navios com essas estruturas manter a atividade, mesmo quando ancorados nos portos brasileiros.

Agência CNM, com informações do Ministério do Turismo

 


Notícias relacionadas