Home / Comunicação / CNM reúne colaboradores para participar da campanha "Eu dou sangue"

Notícias

11/08/2017

Compartilhe esta notícia:

CNM reúne colaboradores para participar da campanha "Eu dou sangue"

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) reuniu nesta sexta-feira, 11 de agosto, cerca de 30 colaboradores para uma ação de doação de sangue. A iniciativa faz parte da campanha "Eu dou sangue”, promovida pela entidade com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a importância da doação. A doação ocorreu no Hemocentro de Brasília.

A área técnica de Saúde da CNM – responsável pela campanha – destaca que a doação de uma pessoa pode ajudar a salvar até quatro vidas. O Hemocentro destaca que a doação de sangue não oferece ao doador nenhum risco de contrair doenças infecciosas. "Com essa doação, conseguimos salvar cerca de 120 vidas. A disponibilidade de ajudar o próximo tem que existir sempre em todas as situações", ressaltou a técnica de Saúde da CNM, Amanda Borges.

"Muitas pessoas precisam da doação, ainda mais nesse período, em que há uma redução na quantidade de doadores, se torna ainda mais importante. E lembrar que um dia a gente também pode precisar. Então, é importante esse ato de solidariedade", destacou a técnica de Finanças da CNM, Thalyta Alves.

A entidade alerta para as dificuldades que os bancos de sangue vivem em todo país. Assim, preocupada com o desenvolvimento dos complexos processos da política de Saúde, a Confederação vem promovendo ações para levar informções aos potenciais doadores de sangue, assim como aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Municípios
Nesse contexto, outra campanha promovida pela CNM é a Rede de Municípios Doadores, lançada no Diálogo Municipalista realizado em Goiás no dia 2 de agosto. Além de um portal, a entidade lançou um aplicativo para uso no celular.

A proposta é incentivar o gestor municipal a participar da Rede mobilizando os cidadãos e os servidores à doação de sangue, especialmente em situações críticas, quando os estoques dos bancos de sangue atingem a insuficiência.

Doe sangue

Para ser um doador, basta estar enquadrado em critérios como: gozar de boa saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade - 16 e 17 anos, mediante consentimento formal do responsável legal -, pesar acima de 50 quilos, não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva, há 12 meses.

É necessário apresentar documento oficial com foto, em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade.

 

 


Notícias relacionadas