Home / Comunicação / Crédito rural: demanda entre médios e grandes agricultores cresce 23,2%

Notícias

10/08/2017

Compartilhe esta notícia:

Crédito rural: demanda entre médios e grandes agricultores cresce 23,2%

Em relação a julho de 2016, houve um aumento de 23,2% da demanda por crédito rural entre médios e grandes agricultores, chegando a R$ 8,4 milhões no mês passado. O mês marca o início da safra agrícola 2017/2018. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento nesta quarta-feira, 9 de agosto.

Segundo a pasta, o número de contratos também aumentou. As instituições financeiras liberaram 45.228 contratos de financiamento envolvendo crédito de custeio, comercialização e investimento. No ciclo passado, foram 43.504 operações.

A principal procura dos agricultores ocorreu na modalidade investimentos, que incluem aquisição de máquinas e implementos agrícolas. Nesses casos, as contratações chegaram a R$ 1,6 bilhão, o que representa crescimento de 26,2%. Já nas operações de custeio e comercialização, o desembolso atingiu R$ 6,8 bilhões, uma alta de 22,5% sobre julho de 2016.

As contratações pela Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) chegaram a R$ 1,8 bilhão. Em julho do ano passado, esse valor ficou em torno de R$ 1,3 bilhão. Do montante, R$ 791 milhões ficaram para operações de custeio, R$ 839 milhões para comercialização e R$ 151 milhões para investimentos.

Para o Ministério, o crescimento se deve à espera dos produtores para a tomada de crédito na expectativa de redução dos juros. A assessora técnica da Comissão de Política Agrícola da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) Fernanda Schwantes destaca que a medida valeu a pena. Isso porque, diferentemente dos últimos três anos, os juros caíram em torno de um ponto percentual.

Agência CNM, com informações da Agência Brasil


Notícias relacionadas