Home / Comunicação / Dia Mundial da Saúde: para 2017, OMS destaca o cuidado com a depressão

Notícias

07/04/2017

Compartilhe está notícia:

Dia Mundial da Saúde: para 2017, OMS destaca o cuidado com a depressão

A depressão é a principal causa de problemas de saúde e deficiência em todo o mundo. De acordo com as últimas estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão, um aumento de mais de 18% entre 2005 e 2015.

Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), prevenir e promover o cuidado de pessoas com depressão significa lançar um olhar para a Atenção Primária em Saúde (APS), reconhecendo-a como espaço das questões de saúde mental capazes de conduzir os processos transdisciplinares de acolhimento e acompanhamento, a partir da atuação dos profissionais de saúde e assistência social que se encontram mais próximos da comunidade.

Nesse contexto, e valendo-se dos instrumentos de apoio à APS – como as equipes de Matriciamento e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) –, os serviços de saúde municipais devem promover uma reflexão a respeito dos seus fluxos de encaminhamento: será que toda demanda compreendida como de saúde mental deve ser encaminhada para o Centro de Atenção Psicossocial? Será que outros equipamentos de saúde e assistência – como Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), Estratégia Saúde da Família (ESF), Unidades Básica de Saúde (UBS), Centros de Saúde e equipes de Matriciamento – não poderiam atender uma parte dessa demanda?

Orientações aos gestores
Dessa forma, é imprescindível que todos os atores da saúde reconheçam, promovam e fortaleçam as ações da APS, partindo do pressuposto que todos os espaços – em conjunto com suas equipes – constituem-se redes de cooperação apropriadas para criar, desenvolver e executar estratégias que diminuam o sofrimento do paciente, e consequentemente, das famílias atendidas.

A CNM tem disponibilizado aos gestores a cartilha “Saúde Mental na Atenção Primária: Gestão dos Serviços Municipais”, com normativas, dicas e estratégias que pequenos e médios Municípios podem implantar para dar conta das demandas em Saúde Mental e prevenir e promover o cuidado de pessoas com depressão.

Entenda a doença
A depressão é um transtorno mental caracterizado por tristeza persistente e pela perda de interesse em atividades que normalmente são prazerosas, acompanhadas da incapacidade de realizar atividades diárias, durante pelo menos duas semanas.

Além disso, pessoas com depressão normalmente apresentam vários dos seguintes sintomas: perda de energia; mudanças no apetite; aumento ou redução do sono; ansiedade; perda de concentração; indecisão; inquietude; sensação de que não valem nada, culpa ou desesperança; e pensamentos de suicídio ou de causar danos a si mesma.

Destaca-se que a depressão pode afetar qualquer pessoa, não representa um sinal de fraqueza e é um transtorno tratável por meio de psicoterapia, medicamentos antidepressivos ou uma combinação de ambos.

Para acessar a publicação, clique aqui


Notícias relacionadas