Home / Comunicação / Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti, CNM alerta para a importância do enfrentamento

Notícias

07/12/2017

Compartilhe esta notícia:

Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti, CNM alerta para a importância do enfrentamento

A importância de combater um pequeno inseto, que causa grandes problemas a população brasileira, ganha espaço na agenda nacional. O Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti será lembrado, novamente, nesta sexta-feira, 8 de dezembro. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) apoia as iniciativas de combate e de prevenção a proliferação do mosquito.

Responsável pela transmissão de diversas mazelas, o chamado mosquito da dengue também difundi o zika vírus, a chikungunya, a febre amarela. De acordo com os dados oficias do governo, foram mais de 1,4 milhões de brasileiros acometidos pela dengue, só em 2016. Apesar de ter havido redução considerável, durante este ano, ainda foram registrados 239.076 casos de da doença em todo o país.

Em relação ao ano passado, o trabalho de conscientização promovido pelos governos municipais, estaduais e federal alcançou resultado bastante positivo – menos 83,7% de casos nos 12 meses de 2017. Para a CNM, os números confirmam a importância da atuação dos governos locais. Quando se considera a quantidade de óbitos por dengue, eles reduziram 73%. Foram 694 mortos em 2016 e 122 óbitos em 2017.

Outro ponto importante a lembrar, é o Levantamento Rápido de Índices de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), que é uma ferramenta fundamental para orientar as ações que devem ser priorizadas e as áreas de maior risco. O mapeamento mostra a quantidade e os tipos de criadouros presentes nas cidades, e possibilita a programação de ações mais efetivas e o desenvolvimento de políticas voltadas a realidade local.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), 357 Municípios estão classificados com risco de epidemia. Diante do quadro nacional, a CNM protocolou ofício solicitando a prorrogação do envio das informações do LIRAa. Além disso, a entidade chama atenção para o período de chuvas, em diversas regiões que devem intensificar as ações de prevenção a proliferação do Aedes aegypti.

A CNM reforça o alerta aos gestores locais, apoia a iniciativa do Ministério da Saúde e convoca grande mobilização nacional para que os números positivos voltem a se confirmar neste e nos próximos anos. O conselho da entidade é para que os gestores mobilizem suas comunidades e promovam política de incentivo e conscientização, envolvendo todos setores da sociedade, na causa comum de combate ao mosquito. Para auxiliar as Prefeituras nesta atuação, a entidade municipalista lançou há alguns anos um hotsite, vinculado ao portal institucional da CNM. Mais informações www.aedes.cnm.org.br ou conheça aqui o material disponibilizado pelo Ministério da Saúde. 


Notícias relacionadas