Home / Comunicação / Em matéria do Correio Braziliense, Ziulkoski defende ajustes na previdência

Notícias

06/12/2017

Compartilhe esta notícia:

Em matéria do Correio Braziliense, Ziulkoski defende ajustes na previdência

A reforma da previdência foi tema de uma matéria publicada no jornal Correio Braziliense desta quarta-feira, 6 de dezembro. No texto, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, explica as propostas da entidade, entre as quais, uma mudança na alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais.

Hoje, esse percentual é de 11% e está vinculado à alíquota empregada pela União. Isso quer dizer que se o governo alterar a dos servidores federais, automaticamente haverá mudança para os servidores estaduais e municipais.

Como explicou o líder municipalista, a ideia é desvincular essa alíquota, permitindo maior “independência” aos Municípios. A Confederação tem articulado com lideranças parlamentares a inclusão dessa emenda no texto que institui a reforma da previdência.

Pela proposta, a alíquota total dependerá de uma avaliação atuarial e não de um “número mágico”, segundo Ziulkoski. Na matéria, o presidente diz ainda que a proposta da CNM é que, com a reforma da previdência, exista o mínimo de parâmetro, de 8% até o teto fixado pelo governo.


Notícias relacionadas