Home / Comunicação / Êxitos: nova plataforma da CNM propõe melhor divulgação de editais de captação de recursos

Notícias

17/03/2017

Compartilhe está notícia:

Êxitos: nova plataforma da CNM propõe melhor divulgação de editais de captação de recursos

Uma plataforma que reúne editais abertos de captação de recursos tem ganhado a atenção da Confederação Nacional de Municípios (CNM), e deve promover mais uma possibilidade de melhoria à gestão municipal. O sistema – chamado de Êxitos – deve fazer uma varredura das oportunidades de financiamento fornecidas pelo governo federal e pelos organismos internacionais.

O presidente da Confederação, Paulo Ziulkoski, acredita que o sistema pode ajuda de diversas maneiras, tanto da difusão do conhecimento dessas oportunidades quanto na possibilidade de obter mais recursos para investir no Município, visando uma melhor qualidade de vida da população. “A partir de agora, a CNM vai informar os editais que são abertos, com a data do edital, o que é preciso fazer para apresentar proposta”, disse Ziulkoski ao falar sobre a ferramenta.

Por reconhecer o impacto que essa plataforma pode criar nas gestões municipais, a Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep) articulou com a CNM e promoveu o I Seminário de Introdução com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-PA). O evento reuniu 200 gestores no Escritório de Captação de Recursos, no auditório da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), em Belém.

Ao falar sobre o seminário com a Comunicação da CNM, o diretor-executivo da Famep, Josenir Nascimento, contou que o Pará foi o primeiro Estado a manifestar interesse, além de Santa Catarina – região de onde surgiu a plataforma. “A CNM adquiriu o sistema e está disponibilizando aos Estados, sendo que o Pará teve a primeira entidade estadual a utilizar o sistema e apresentar aos seus Municípios”, afirmou Nascimento.

“Hoje, o Êxitos tem mais de 4 mil editais cadastrados, então o Município vai ter mais de 4 mil oportunidades, e isso é muito importante”, destacou o diretor-executivo. Em seus esclarecimentos, ele destacou que o sistema vai facilitar o trabalho atual das prefeituras, o de entrar órgão por órgão para saber dos editais disponíveis.

O secretário-geral da CNM, Eduardo Tabosa, participou do seminário e destacou: “É um sistema interessante, porque ele informa em dados reais a captação de recursos que o Município pode ter tanto à nível dos programas federais como estaduais, e internacionais. Esse sistema também informar ao prefeito quais são as atribuições dele para captar o recurso e quais os custos reais de manutenção dos serviços”. Ele reforçou também que o sistema apresenta ainda o custo real que o Município terá na construção e implementação de novos serviços à comunidade.

Durante o seminário, a equipe de comunicação da Famep entrevistou o prefeito de Muaná, Sérgio Murilo dos Santos. Ele falou sobre as dificuldades dos Municípios em captarem recursos e do apoio que a Confederação vai proporcionar com o sistema. “Nós temos a informação que todo final de ano são devolvidos milhões de reais aos cofres da União por falta de projetos municipais e isso faz uma diferença imensa no desenvolvimento dos Municípios. Este é um novo momento para os Municípios em que vai ser possível acessar com qualidade estes recursos”.


Notícias relacionadas