Home / Comunicação / Gestoras municipais catarinenses conhecem projeto da CNM contra violência de gênero

Notícias

24/08/2017

Compartilhe esta notícia:

Gestoras municipais catarinenses conhecem projeto da CNM contra violência de gênero

Apesar de todos os avanços, os casos de violência contra a mulher ainda são elevados no Brasil. E esse retrato preocupa gestores municipais de todo o país. Na tarde de quarta-feira, 23 de agosto, uma prefeita e três vereadoras de Santa Catarina estiveram na Confederação Nacional de Municípios (CNM) buscando orientações sobre como trabalhar o tema efetivamente.

O grupo foi recebido pela Assessoria Internacional da entidade, que apresentou o Projeto Mulheres Seguras. A iniciativa, realizada em parceria com a União Europeia, buscava estimular a liderança de um grupo de prefeitas para que incidissem como líderes no combate à violência de gênero.

Além disso, pretendia facilitar o diálogo entre o governo local, organizações não-governamentais e sociedade civil sobre o tema, para criação de espaços públicos mais seguros para as mulheres. O projeto também vinha com intuito de favorecer a construção de políticas locais para oferecer assistência às mulheres afetadas pela violência doméstica.

Como sinalizou a vereadora de Penha, Maria Juraci Alexandrino, ela pretende aprovar junto à Câmara de Vereadores a Procuradoria Especial da Mulher. Juraci, que também preside a Casa, acredita ser “fundamental proteger os direitos das mulheres, conquistados com tanta luta e sacrifícios”.

MMM

Também estiveram presentes a prefeita de Racho Queimado, Cleci Veronezi; e as vereadoras de Camboriú, Inalda Da Radio, e Balneário Camboriú, Juliethe Nitz. As gestoras elogiaram o Movimento Mulheres Municipalistas (MMM) e solicitaram apoio do grupo para avançar na construção de políticas em favor do público feminino. 


Notícias relacionadas