Home / Comunicação / Gestores de Minas Gerais, Tocantins e Goiás elogiam encontro promovido pela CNM e Iphan

Notícias

12/04/2017

Compartilhe está notícia:

Gestores de Minas Gerais, Tocantins e Goiás elogiam encontro promovido pela CNM e Iphan

Gestores demonstraram satisfação com a realização do 3º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial. O evento organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi encerrado nesta quarta-feira, 12 de abril, e reuniu mais de 300 participantes durante dois dias.    

O prefeito mineiro de Conceição do Mato Dentro, José Fernando Oliveira, elogiou a promoção do evento, principalmente diante do atual cenário de crise vivenciado pelos Municípios. “Nós temos que regar nossas raízes e a CNM, o Paulo, nosso presidente, está de parabéns por colocar isso na agenda do País em um momento tão delicado que estamos vivendo”, disse.

João do Leo, prefeito goiano de Pirenópolis, lembrou que o evento é mais uma iniciativa que fortalece dos Municípios. Nesse sentido, ele pediu mais integração entre os gestores para o movimento municipalista avançar ainda mais. “Nós precisamos de unir força e isso representa essa união de forças para que junto possamos melhorar nossas condições de vida”, defendeu.

Já Guilherme Simões, prefeito de Serro, em Minas Gerais, ressaltou os gastos e os cuidados que os Municípios com Patrimônio Mundial necessitam. “O sítio histórico depende de um zelo todo especial. Você tem a manutenção, os investimentos, mas tem também aqueles bens tombados, a própria pavimentação que é tombada. Então, é preciso ter um trato especial”, explicou. A continuidade de investimentos por meio de políticas voltadas às Cidades Históricas foi uma solicitação do prefeito mineiro de Congonhas, Minas Gerais, conhecido como Zelinho. “O que a gente pede é para que não corte a verba do Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas”, reivindicou.    

O prefeito tocantinense de Porto Nacional, Joaquim Maia, fez uma avaliação de tudo que aprendeu ao longo dos dois dias de evento. “Nós tivemos a oportunidade de entender quais são as políticas que podem ser aproveitadas no sentido de fazer com que a preservação do Patrimônio da nossa cidade venha ser bastante explorado e esteja disponível para a população e para os turistas", ”informou.

Prefeito da cidade de Diamantina, também em Minas Gerais, Juscelino Brasiliano Roque, reforçou a importância do Turismo e da Cultura setores de desenvolvimento dos Municípios. “Eu acho que o turismo, a cultura e a arte são ferramentas interessantíssimas e talvez são as maiores ferramentas que a gente tem para desenvolver o nosso Município”. A CNM e o Iphan devem promover outros eventos para que as iniciativas debatidas durante os dois dias de encontro sejam avaliadas pelos gestores.


Notícias relacionadas