Home / Comunicação / Mais de 40 municipalistas paranaenses se reúnem na Amusep para Ação Municipalista

Notícias

16/04/2018

Compartilhe esta notícia:

Mais de 40 municipalistas paranaenses se reúnem na Amusep para Ação Municipalista

Mais de 40 municipalistas, sendo 28 prefeitos, se reuniram na Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) na sexta-feira, 13 de abril, para participar do Ação Municipalista. Promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM)  em parceria com a entidade regional, o evento foi palco do debate sobre as reivindicações a serem apresentadas aos candidatos à presidência da República, na XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, de 21 a 24 de maio.

“Há uma série de questões urgentes que devem ser muito bem debatidas e ponderadas. Nossa união é vital para sermos ouvidos e reconhecidos como porta-vozes da população pelas quais fomos eleitos”, destacou o consultor da CNM Joarez Lima Henrichs. Ele foi enfático ao dizer que as próximas eleições serão decisivas para o futuro do movimento municipalista.

Henrichs e o colaborador da Confederação Carlos Schein mostraram algumas diretrizes para servirem de referência à construção do documento, que deve ser aprovada pelos 30 prefeitos da região. Além do tema central da reunião, estabelecer as bases para a elaboração da pauta conjunta de reivindicações da região da Amusep, o evento também viabilizou discussões sobre o trabalho do movimento municipalista no Congresso Nacional e no Executivo Federal.

De acordo com o consultor da CNM, “há demandas junto ao Congresso Nacional e às diversas esferas do Judiciário que são para ontem”. Henrichs advertiu ser preciso estipular um calendário de ações para ser colocado em prática de imediato e, em paralelo, alinhavar as propostas para serem entregues aos candidatos. “Temos que arregaçar as mangas e colocar a mão na massa de forma enfática. Caso contrário, corremos o risco de inviabilizar muitos dos atuais mandatos de prefeito”, argumentou.

Ag. CNM

Desafios
Os participantes apresentaram alguns de seus maiores desafios, que vão desde aos questionamentos e condenações judiciais, motivados pelo Ministério Público, ao processo de repasse de recursos dos impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR), e à gestão dos fundos próprios de previdência dos servidores.

Na opinião do presidente da Amusep, prefeito de São Jorge do Ivaí, André Luís Bovo, a reunião foi “altamente” positiva, pois proporcionou o ambiente necessário para o debate e para sinalizar quais assuntos são prioridade. “Estão claros, os caminhos a serem percorridos. Agora, vamos definir as estratégias para apresentar os pedidos, aos candidatos, e de defender os interesses dos municípios junto aos atuais representantes da região em Curitiba e Brasília”, afirmou.

Filiação
Durante a passagem dos representantes da entidade municipalista nacional pela região, o prefeito de Astorga, Antonio Carlos Lopes, assinou termo de filiação com a CNM. O gestor reconheceu a importância de participar, efetivamente, do movimento nacional e por isso decidiu assinar o termo.


Notícias relacionadas