Home / Comunicação / Ministro recebe Municípios que pedem descontigenciamento de recursos para obras da adutora do Pajeú

Notícias

26/09/2017

Compartilhe esta notícia:

Ministro recebe Municípios que pedem descontigenciamento de recursos para obras da adutora do Pajeú

Após reunião na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na manhã desta terça-feira, 26 de setembro, prefeitos paraibanos e pernambucanos foram recebidos pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. O pleito levado pelos gestores ao ministro trata de ação organizada por eles para evitar a paralização das obras da adutora do Pajeú (PE) em decorrência de contingenciamento de recursos por parte do governo federal.

A mobilização é coordenada pelo presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, e conta com o apoio da CNM; da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup); e do Ministério Público de Pernambuco. Participaram ainda da reunião senadores e deputados da base pernambucana e paraibana do Congresso Nacional. O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi quem marcou a audiência no ministério.

A CNM destaca que o projeto prevê levar água do Rio São Francisco para 22 Municípios do Estado de Pernambuco e 8 do Estado da Paraíba. A expectativa com essa articulação dos gestores municipais é de que haja a liberação de R$ 25 milhões em 2017 para a conclusão da primeira fase da 2ª etapa e posteriormente para conclusão da obra em 2018 a liberação de mais R$ 160 milhões.

Patriota explicou ao ministro que “essa é a salvação, tudo que é de estratégia está depositado nesta obra. Por isso, todos esses prefeitos e a Confederação lutamos juntos pela continuidade dessa obra. A gente sabe do sufoco, do arroxo fiscal, mas precisamos contar com seu apoio, ministro. Estamos desesperados”.

Os prefeitos entregaram a Helder Barbalho um ofício destacando a urgência de análise e apoio do mistério a essa ação. Foram colhidas mais de 40 assinaturas entre parlamentares e prefeitos que solicitam a urgência dessa liberação de recursos para continuidade das obras.

Resposta do ministro

O ministro ouviu atentamente os parlamentares e os gestores municipais. “Como todos sabem, é fato que nós não conseguimos que as obras do eixo leste estivessem concluídas. Para garantir essa continuidade nós temos focado na adutora do Pajeú, e outros”. Barbalho, com um mapa nas mãos, explicou aos prefeitos como estava o andamento das obras.

“Quero dizer a vocês que nós estamos trabalhando para concluir as obras da adutora do Pajeú até o final deste ano. Isso é o que está no nosso cronograma. Estamos dialogando com o governo para que não haja interrupções”, explicou Barbalho.

Já quanto à segunda fase da obra prevista para 2018, o ministro destacou que “é muito importante que as bancadas dos parlamentares estejam atentas ao debate, pois tudo é muito relevante”. Ag. CNM

“Nosso papel é garantir a continuidade das obras para 2017 e nosso compromisso assumido aqui é que as bancadas pudessem construir conosco uma forma de viabilizar a garantia dessa agenda que é de extrema importância para os Municípios paraibanos e pernambucanos”, frisou o ministro.

Os prefeitos permanecem em Brasília até esta quarta-feira, 27, com uma agenda de reuniões a serem realizadas tanto na sede da entidade, quanto no Congresso Nacional com o objetivo de reforçar a importância dessa demanda.

Leia também:

Prefeitos, vereador e parlamentares se unem para garantir recursos e a conclusão da adutora de Pajeú


Notícias relacionadas