Home / Comunicação / Pecuaristas devem estar atentos ao calendário de vacinação contra a febre aftosa

Notícias

09/04/2018

Compartilhe esta notícia:

Pecuaristas devem estar atentos ao calendário de vacinação contra a febre aftosa

Pecuaristas de rebanhos de bovinos e búfalos de todas as idades deverão estar atentos ao calendário de vacinação contra a febre aftosa. Na maioria dos Estados brasileiros a imunização deve começar a partir do dia 1º de maio. A regra só não vale para os Estados do Acre, do Espírito Santo e do Paraná, em que a vacina é aplicada apenas nos animais de até 24 meses.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, cerca de 218 milhões de animais devem ser vacinados. Para obter mais detalhes, o produtor deve procurar a secretaria de agricultura do Estado. Quem não comprovar que realizou a vacinação no rebanho pode ser multado.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) orienta aos Municípios que realizem ações de divulgação acerca da importância de vacinação do rebanho com foco na manutenção das zonas livres, e destaca essa ação como uma das etapas do Programa Nacional de Febre Aftosa (Pnefa) a ser aplicado durante os próximos anos.

Orientações
A divisão de febre aftosa do ministério orienta que a vacina seja aplicada na região da tábua do pescoço, debaixo do couro do animal (região subcutânea). Confira outros cuidados que devem ser tomadas para garantir o sucesso da imunização:

- só vacine bovinos e búfalos;

- compre as vacinas somente em lojas registradas;

- transporte a vacina em caixa térmica;

- mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação;

- vacine o gado na hora mais fresca do dia; e

- preencha a declaração de vacinação e a entregue no serviço veterinário oficial do estado junto à nota fiscal de compra das vacinas.

O calendário com os prazos pode ser conferido aqui


Notícias relacionadas