Home / Comunicação / Prazo para Municípios se increverem no Minha Cidade Inteligente termina nesta sexta-feira

Notícias

27/05/2016

Compartilhe esta notícia:

Prazo para Municípios se increverem no Minha Cidade Inteligente termina nesta sexta-feira

Municípios interessados em participar do processo de seleção do Programa Minha Cidade Inteligente, que é uma nova versão do Cidades Digitais, têm até esta sexta-feira, 27 de maio, para se increver. A iniciativa tem como objetivo modernizar a gestão municipal.

Para isso, promete capacitar servidores e levar aos Municípios infraestrutura de rede de fibra óptica de alta capacidade, conectando os órgãos públicos locais, além de pontos públicos de acesso gratuito à internet pela população.

A seleção dos municípios será feita em três diferentes categorias: pequeno (menos de 100 mil habitantes); médio (entre 100 mil e 1 milhão de habitantes) e grande (mais de 1 milhão de habitantes). Preferencialmente, 60% dos Municípios selecionados em cada grupo deverão ser das regiões Norte e Nordeste.

As prefeituras poderão encaminhar a manifestação de interesse em participar da seleção para o e-mail cidades.inteligentes@comunicacoes.gov.br. Em seguida, deverão preencher formulário eletrônico para apresentação de propostas no site do Ministério das Comunicações (www.mc.gov.br), o cadastro ficará aberto até terça-feira, 31 de maio.

Novidade no programa
O programa também prevê implantação e utilização de tecnologia de monitoramento de serviços como iluminação, trânsito e segurança, para possibilitar as prefeituras a obtenção de dados que permitam uma gestão mais eficiente desses setores.
Uma das soluções de governo eletrônico que o programa disponibiliza é o Urbem. Ele é um sistema de gestão municipal desenvolvido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) foi licenciado com software público e disponibilizado no Portal do Ministério do Planejamento.

O governo federal realizará licitação para a contratação de empresas para a implantação do aplicativo nos Municípios atendidos pelo programa. Além de disponibilizar Ata de Registro de Preço que possibilitará aos demais Municípios, que não estando no programa, contratar o serviço com recursos próprios.

Agência CNM com informação do Portal Federativo

Notícias relacionadas