Home / Comunicação / Prefeitos pernambucanos discutem pauta municipalista e mobilização com lideranças do movimento

Notícias

14/11/2017

Compartilhe esta notícia:

Prefeitos pernambucanos discutem pauta municipalista e mobilização com lideranças do movimento

Um encontro realizado entre prefeitos de Pernambuco e lideranças do movimento municipalista, como o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, e o primeiro-secretário da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Eduardo Tabosa, trouxe para o centro das discussões políticas do Estado os problemas relacionados à crise financeira dos Entes municipais.

Realizado na manhã desta terça-feira, 14 de novembro, na sede da Amupe, o evento foi utilizado para discutir com os prefeitos as possíveis saídas para as medidas drásticas que poderão ser tomadas pelos gestores, caso não haja solução para a crise financeira, como demissão de pessoal e redução dos serviços prestados à população.

“Estamos com uma situação muito dramática em relação ao orçamento da assistência social para 2018. Além do mais, já temos uma grande quantidade de obras paralisadas. Então, os serviços de apoio à comunidade, de transporte, e muitos outros serviços essenciais começam a ser ameaçados com os cortes drásticos que os Municípios precisam fazer”, disse.

Segundo o líder municipalista, os Municípios pernambucanos precisariam receber R$ 196 milhões extras para conseguir fechar as contas este ano, sem a tomada das ações de austeridade. No Brasil inteiro, são R4 4 milhões. Estes recursos estão sendo requeridos por todas as prefeituras do país, chamado de Apoio Financeiro aos Municípios (AFM), que seria concedido pelo governo federal e aprovado pelo Congresso, por meio de Medida Provisória.

A AFM é uma das principais pautas municipalistas - como também a derrubada do Encontro de Contas - que compõem a agenda mínima do movimento para ser aprovada ainda este ano. A deliberação sobre tais pleitos será clamada pelos prefeitos durante mobilização nacional que ocorrerá em Brasília em 22 de novembro, na terça-feira da próxima semana. A campanha, capitaneada pela CNM, é chamada “Não deixe seus Municípios afundarem” e envolve todas as associações municipalistas do país.

Agência CNM com informações do G1


Notícias relacionadas