Home / Comunicação / Preocupação com o desenvolvimento sustentável e ações para impulsionar o turismo serão debatidos em Foz do Iguaçu (PR)

Notícias

14/11/2017

Compartilhe esta notícia:

Preocupação com o desenvolvimento sustentável e ações para impulsionar o turismo serão debatidos em Foz do Iguaçu (PR)

A cidade paranaense de Foz do Iguaçu e outros Municípios brasileiros, considerados patrimônios naturais, devem ficar em alerta por causa dos efeitos decorrentes das mudanças climáticas. A preocupação foi demonstrada durante a Conferência do Clima que está sendo realizada na Alemanha. Esse debate e outros voltados à preservação do meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável estarão na pauta do IV Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial e do Diálogo Municipalista de Foz do Iguaçu entre os dias 27 e 30 de novembro.

Um estudo feito pela União Internacional pela Conservação da Natureza – organização formada por representantes do governo e da sociedade civil – aponta que o Parque Nacional do Iguaçu está entre as áreas que precisam de uma atenção especial em razão das mudanças do clima no mundo. A situação da cidade é avaliada como “preocupante de forma significativa” devido aos sinais de degradação.

As outras regiões que foram consideradas no mesmo estágio no levantamento são as reservas da Mata Atlântica e o pantanal. Além das mudanças climáticas, o desmatamento ilegal e os cortes no orçamento público para manter e fiscalizar áreas protegidas estão entre outros motivos impactantes identificados no estudo.

Debates em Foz do Iguaçu

Conhecida mundialmente pela beleza exuberante das cataratas que atraem vários turistas todos os anos, a cidade de Foz do Iguaçu vai receber na última semana deste mês dois eventos importantes para a gestão municipal de iniciativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM).  O primeiro será o Diálogo Municipalista, que vai tratar de temas voltados ao avanço da pauta prioritária dos Municípios e a intensificação do movimento municipalista.

Na mesma semana, os gestores terão a oportunidade de participar do IV Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial. O evento vai contar com a presença do presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, de autoridades dos governos estadual, federal e do Judiciário. Na ocasião, o desenvolvimento do turismo nas cidades reconhecidas como históricas e patrimônio mundial pela Unesco e o debate de ações sustentáveis que possam incrementar receitas estarão entre os pontos principais do evento. “Os Municípios podem trabalhar ativamente, de forma direcionada, para o desenvolvimento e crescimento regional, através do turismo, principalmente aquelas localidades que já contam com recolhimento de patrimônio”, reforça Ziulkoski. Para ele, diante do atual cenário econômico, é fundamental desenvolver políticas e mecanismos que venham a promover riqueza, emprego e renda.

A CNM promove o evento em parceria com a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM), com o apoio institucional da prefeitura de Foz do Iguaçu e com apoio financeiro da Caixa Econômica Federal. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) também são entidades apoiadoras do evento.

Confira a programação preliminar do Encontro das Cidades Históricas. Faça a inscrição para o Diálogo Municipalista e o Encontro das Cidades Históricas aqui


Notícias relacionadas