Home / Comunicação / Projeto busca reduzir uso de agrotóxicos para promover sustentabilidade ambiental

Notícias

Sexta, 17 de março de 2017

Projeto busca reduzir uso de agrotóxicos para promover sustentabilidade ambiental

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei (PL) 6.670/2016, que institui a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos. O objetivo da matéria, avaliada pela Comissão de Legislação Participativa, é contribuir para a redução progressiva do uso de agrotóxicos e ampliar a oferta de insumos de origem biológica e natural.

O texto foi apresentado a partir de sugestão da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, visando fazer essa redução na produção agrícola, pecuária, extrativista e nas práticas de manejo dos recursos naturais. Os parlamentares do colegiado acreditam que essa mudança, aliada com o estímulo ao uso de insumos biológicos, servirá para promover a sustentabilidade ambiental.

Como justificativa ao projeto, o deputado Chico Lopes (PCdoB-CE), citou um documento do Instituto Nacional do Câncer (Inca), lançado em abril do ano passado, que alerta para os riscos dessas substâncias para a saúde, tanto para o agricultor, que está em contato direto com o produto, quanto para o consumidor. “Na última década, o mercado de agrotóxicos no país cresceu 190%, ritmo mais acentuado do que o mercado mundial no mesmo período (93%)”, alertou.

Integração

A matéria prevê a atuação em conjunto dos órgãos públicos federais de saúde, agricultura, trabalho, indústria e comércio e meio ambiente para a fiscalização da importação, da produção, da comercialização e do uso dos agrotóxicos. Essa integração poderá ser replicada para os Entes federados, estaduais e municipais, seguindo o processo adotado no plano federal.

Apoio federal

Também estão previstas no texto medidas de apoio econômico e financeiro para fortalecer os seguimentos produtivos de insumos limpos, agroecológicos, orgânicos e de controle biológico. A proposta fixa ainda medidas para a qualificação da ação de profissionais, agricultores, consumidores e sociedade civil organizada em geral para a promoção da agricultura sem agrotóxicos e a redução gradual e constante do uso desses produtos.

A proposta será analisada ainda por comissão especial e pelo Plenário da Casa.

Veja o texto na íntegra

Da Agência CNM, com informações da Agência Câmara