Home / Comunicação / Seminário Agenda 2030 tem debate sobre ferramentas e estratégias para a Localização dos ODS

Notícias

18/07/2017

Compartilhe está notícia:

Seminário Agenda 2030 tem debate sobre ferramentas e estratégias para a Localização dos ODS

Após a abertura do Seminário Agenda 2030, deu-se início a primeira mesa de debate que tratou das ferramentas e estratégias para a Localização dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). A discussão foi coordenada pelo vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Marcel Henrique Micheletto.

Em sua fala, Micheletto destacou que a participação dos prefeitos no evento “é importante para a gente construir esse debate sobre os ODS. Queremos capacitar os gestores municipais para que eles possam ser pontes nesse desenvolvimento”. O vice-presidente ressaltou ainda que essa agenda vai colaborar com o desenvolvimento dos Municípios brasileiros.

O primeiro palestrante a falar foi o assessor sênior do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Haroldo Machado Filho. Ele explicou a relação da Agenda 2030 e os ODS. "Peço que ao analisar os 17 ODS, os analisem como um conjunto de objetivos, não separados. Eles se complementam."

Machado Filho falou ainda sobre uma questão que é preocupação de muitos gestores municipais, os recursos financeiros. “Só com recursos financeiros a gente não faz nada, por isso a importância de os gestores municipais terem recursos humanos, gente especializada no que diz respeito a agenda de desenvolvimento sustentável”, elucidou.

O especialista destacou as contribuições que o Pnud vem realizando para auxiliar os Municípios na implantação dos referidos objetivos. Ele sinalizou as ferramentas disponíveis no Pnud para essa localização dos ODS como o Atlas Brasil - o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil é uma plataforma de consulta ao Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 5.565 Municípios.

Município exemplo
Um bom exemplo de gestão integrada baseada nos ODS, o Município de Barcarena (PA) foi apresentado. Representante do Município, a articuladora institucional de gabinete, Patrícia Menezes, falou da iniciativa do Município de ter colocado no plano de gestão os objetivos como pontos centrais e caminho de trabalho.

“Nosso planejamento governamental foi elaborado tendo como referência os ODS. Na elaboração do PPA [Plano Plurianual] 2014/2017, ainda em 2013, o prefeito decidiu fazer um planejamento não só a curto prazo, mas planejamento de longo prazo. Com uma visão de futuro. Isso coloca Barcarena como uma cidade sustentável”, pontuou. “Nosso PPA usou os ODM para fazer o diagnostico do Município”, completou Patrícia.

Iniciativas da CNM
Em nome da CNM, o consultor da entidade, Eduardo Stranz, falou das iniciativas da entidade para contribuir com os gestores municipais nesse trabalho de localização desses objetivos. Stranz destacou a ferramenta Mandala Municipal.

“Nós temos um problema no Brasil que é a falta de informações a nível municipal. Nós tivemos um desafio de criar uma ferramenta que englobassem os indicadores que poderiam espelhar os ODS”, explicou Stranz

Ele mostrou como funciona a Mandala e reiterou que a ferramenta é destinada aos Municípios contribuintes com a CNM. A CNM produziu uma cartilha explicando cada um dos objetivos, separadamente, e de que forma os Municípios podem localizar esses objetivos.

Ao final do evento, foi aberto um espaço para questionamentos dos participantes.

O evento segue na parte da tarde com a segunda mesa com debate sobre estratégias locais de articulação entre os atores que possam favorecer a implementação da Agenda 2030. O seminário pode ser acompanhado em nosso canal no youtube no Portal TV CNM.

Veja aqui a Cartilha da CNM.

 


Notícias relacionadas