Home / Comunicação / Temporais na região Sul já afetam pelo menos 130 Municípios

Notícias

21/10/2016

Compartilhe esta notícia:

Temporais na região Sul já afetam pelo menos 130 Municípios

As chuvas continuam castigando dezenas de cidades em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) tem acompanhado os efeitos dos temporais e traz novas informações. Somente nos dois Estados, o número cidades afetadas ultrapassa 130.

Em Santa Catarina, já somam 63 os Municípios atingidos, segundo último boletim da Defesa Civil do Estado. Até o momento, 41 pessoas ficaram feridas, 28 desabrigadas, além das mais de 3,6 mil desalojadas. As intensas precipitações afetaram pelo menos 5.406 residências.

Uma forte chuva de granizo recaiu sobre o Município de Fraiburgo (SC), no dia 18 de outubro, atingindo todos os bairros. O fenômeno danificou total e parcialmente telhados de residências, comércio, indústria, e provocou danos na agricultura. De acordo com a prefeitura 6.480 pessoas foram afetadas.

O Município de Capivari de Baixo decretou Situação de Emergência em decorrência de uma tempestade que deixou 12 feridos, 38 desalojados e 1.200 afetados. Cerca de 300 casas foram atingidas. Equipes das prefeituras, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil estão fazendo levantamento dos danos e prejuízos causados pelos temporais.

Os fortes ventos também influenciaram no nível do mar. Grandes ondas acabaram por naufragar uma embarcação pesqueira no litoral catarinense. O incidente ocorreu na noite do dia 20 de outubro e, de acordo com a Marinha, das 26 pessoas a bordo, 16 conseguiram escapar. Foi confirmada uma morte e outras seis pessoas estão desaparecidas.

Rio Grande do Sul

Dados da Defesa Civil estadual revelam um aumento na quantidade de Municípios afetados. No último dia 20 de outubro eram 46, número que subiu para 72 neste dia 21 de outubro. A elevação está diretamente relacionada com os temporais acompanhados de ventos fortes, incidência de raios e queda de granizo.

Os danos mais severos causados aos Municípios são os decorrentes das inundações causadas pela elevação dos rios, o que faz com que bairros inteiros fiquem debaixo d’água. As chuvas de granizo vem logo em seguida provocando danos em veículos e casas. Os temporais também causaram muitos estragos em várias rodovias estaduais, obrigando a Defesa Civil a fazer bloqueios emergenciais de prevenção. Ao todo, 2.608 casas foram atingidas, 3.055 pessoas estão desalojadas e 1.750 estão desabrigadas.

São Paulo

Excesso de chuva também se tornou problema em São Paulo. O dia 20 de outubro foi marcado por um temporal de cerca de duas horas, mas suficiente para causas muitos prejuízos. Segundo informações da Defesa Civil municipal, o fenômeno derrubou mais de 150 árvores. Algumas atingiram a rede elétrica que acabou deixando vários bairros sem luz. O excesso de chuva também alagou várias avenidas e ruas, destelhou casas e comércios. Duas pessoas morreram.

Previsão meteorológica

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), desde o final de semana, um bloqueio atmosférico centrado na região Sudeste favorece a atuação de intensas áreas de instabilidades sobre o Rio Grande do Sul, especialmente na área central do Estado.

Em Santa Catarina, o tempo fica nublado com possibilidade de chuvas isoladas. Deve chover forte no norte e noroeste catarinense até domingo, 23 de outubro. Porém a partir de segunda, 24, o tempo muda e o céu fica parcialmente nublado exceto no sul, sudeste e leste do Estado que deverão registrar pancadas de chuvas à tarde.

O Inmet solicita atenção, pois a força do vendavais pode ocasionar quebra de vidros, risco de queda de galhos de árvores, alagamentos, incidência de descargas elétricas e granizo. A CNM irá continuar acompanhando a situação dos Municípios afetados.

 


Notícias relacionadas