Home / Comunicação / Após evento da CNM em Capitólio (MG), empresa anuncia investimentos de R$ 135 milhões que irão gerar emprego e renda

Notícias

07/08/2019

Compartilhe esta notícia:

Após evento da CNM em Capitólio (MG), empresa anuncia investimentos de R$ 135 milhões que irão gerar emprego e renda

08052019 CapitóliUm megaempreendimento de turismo sustentável será construído na cidade de Capitólio nos próximos seis anos e deve gerar mais 1,2 mil postos de trabalho. O anúncio dos investimentos, na ordem de R$ 135 milhões, ocorreu após a Confederação Nacional de Municípios (CNM) promover em julho o Seminário Nacional de Governança para o Turismo, que teve a parceria da Associação Mineira de Municípios (AMM) e da prefeitura de Capitólio. A decisão foi tomada por um parceiro que esteve em um dos estandes do evento.

O projeto prevê a construção de três parques de lazer, sendo um de contemplação, um de aventura e um aquático, além de resort e restaurante. O complexo está em fase de licenciamento e será inaugurado por fases. Uma delas já está prevista para o ano que vem e as demais serão concluídas até 2025.

O primeiro projeto será o do Parque de Contemplação, que contará com trilhas e mirantes, aproveitando a exuberância da natureza do terreno, que tem 49% de sua área preservada. A atração começa a ser construída em 2020 e a expectativa de conclusão é para o mesmo ano. Na sequência, será construído o Parque de Aventura.

Essa atração deve ser inaugurada em 2021 e o projeto deve ter tirolesa, arvorismo, rapel, trilhas para buggy e bike, entre outras. O terceiro parque será o aquático e terá a estrutura de toboáguas e brinquedos, com expectativa de que comece a funcionar em até meados de 2023. Já o resort terá categoria cinco estrelas, com infraestrutura de lazer e restaurantes, e deve ser inaugurado até 2025.

Evento municipalista
No mês passado, o Seminário Nacional de Governança para o Turismo reuniu mais de 800 participantes em Capitólio para debater alternativas que possam alavancar receitas nos Municípios por meio do Turismo sustentável. Prefeitos, autoridades e especialistas renomados de órgãos e entidades ligadas ao Turismo trouxeram explicações referentes ao desenvolvimento das cidades brasileiras por meio da realização de diversas atividades turísticas como geradora de renda e emprego.

Boas práticas exitosas, apresentações culturais e a Feira de Negócios Turísticos Destino do Brasil – Edição Minas Gerais foram outros destaques da programação. Esse encontro teve o apoio institucional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “O evento em Capitólio foi muito positivo tanto pela qualidade do que foi discutido nas palestras quanto no sentido de perceber que a nossa cidade tem um produto pronto. O grande ganho desse investimento anunciado é que vai proporcionar o fluxo de turistas o ano inteiro”, disse o prefeito da cidade, José Eduardo Vallory. A próxima edição do encontro será realizada em Canela, no Rio Grande do Sul, com data a ser definida.07082019 abertura seminário governança capitólio

Pontos turísticos
Capitólio se tornou um importante destino turístico de Minas Gerais, muito procurado nos últimos anos por conta de suas belas cachoeiras e rios de águas transparentes. O Cânion de Furnas é a principal atração, com suas paredes de pedra invadidas pelas águas esverdeadas do Lago de Furnas, formado pela represa da Usina Hidrelétrica de Furnas.

A região é conhecida com o mar de Minas Gerais. O Mirante dos Canyons, o maior ponto turístico da região, atrai centenas de milhares de visitantes anualmente e, por conta de sua paisagem esplendorosa, se tornou o cartão postal de Capitólio. É um dos pontos de destaque nas listas dos locais mais lindos a serem visitados no Brasil na avaliação das principais fontes e mídias do setor.

Uma pesquisa de tendências nacionais e internacionais elegeu os melhores lugares do mundo para visitar em 2019 e a Capitólio estava entre os locais. A eleição os Melhores Destinos para 2019 foi realizada pelo sexto ano consecutivo pela publicação Viagem, promovida pelo jornal O Estado de S. Paulo.


Da Agência CNM de Notícias, com informações do portal Onda Sul e Jornal do Commércio


Notícias relacionadas