Home / Comunicação / Aroldi participa da abertura do III Fórum Nacional do Controle

Notícias

28/11/2019

Compartilhe esta notícia:

Aroldi participa da abertura do III Fórum Nacional do Controle

Fotos TCU 49137371746 f8e10125c7 k 2Entre os dias 28 e 29 de novembro, Brasília vai ser sede do III Fórum Nacional de Controle. O evento é promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e instituições parceiras, dentre elas a Confederação Nacional de Municípios (CNM). O presidente da entidade, Glademir Aroldi, participou da abertura do evento nesta quinta-feira, 28 de novembro, quando integrou a mesa de abertura.

O presidente do Tribunal de Contas da União, José Mucio Monteiro, iniciou o evento reforçando que a colaboração se revela mais importante no momento. “Precisamos discutir caminhos para melhor forma como os recursos públicos são gerenciados e utilizados. Porque isso depende da capacidade do Estado em entregar os serviços públicos que a população precisa. Cabe a nós assegurar que a aplicação do dinheiro publica seja transparente, de efetivo retorno às pessoas e ajude a construir uma sociedade mais justa”, completou.

Em seguida, o Procurador Geral da República, Augusto Aras, ressaltou que o Fórum busca integrar as instituições de controle externo e interno das três esferas da Federação. “Precisamos de um Estado estruturado, de um Estado que esteja centrado nas suas instituições e é o diálogo permanente entre as instituições, especialmente num ambiente como esses, é que vamos dar nossa contribuição para que os nossos governantes, o presidente da República, governadores, prefeitos e o Executivo possam fazer a melhor gestão possível”, sinalizou.

A falta de governança e a corrupção foi citada pelo ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, que ressaltou, em discurso, que o Fórum é uma reunião de vários órgãos que buscam contribuir para que o país entregue suas políticas públicas. “Os órgãos de controle têm a missão de fiscalizar os recursos públicos e, ao mesmo tempo, criar mecanismos para melhorar a governança, o combate à corrupção, sem criar uma burocracia desnecessária que crie um efeito inverso”, citou.

Gestores

Fotos TCU 49137371746 f8e10125c7 k 1Por fim, o presidente da República, Jair Bolsonaro, lembrou que este evento tem como objetivo tranquilizar a todos, evitando problemas, especialmente os que estão à frente de algum cargo público. “O que leva ao desestimulo à carreira política? São os problemas que advém depois do mandato. Tenho visto colegas, que de boa-fé, exerceram o seu mandato, mas não com o devido zelo e muitas vezes por desconhecimento se viram enrolados com a justiça. E alguns levam 10, 15, 20 anos para voltar a ter paz. E isso não é fácil”, enalteceu.

Bolsonaro reforçou ainda que para entregar um Brasil melhor é necessário que haja união e que nada se faz sozinho. “Os problemas aparecem mesmo quando a gente quer e não sabe. Muitas vezes somos surpreendidos. E o trabalho que continuamos aqui no Fórum Nacional de Controle é muito bem-vindo. Eu encaro o que se faz aqui nesse momento, essa reunião, essa busca de uniformizar procedimentos e também um alerta que os senhores vão emitir tendo algum problema naquele Estado, Município, como aliado nosso. Temos que encarar isso como pessoas de bem com conhecimento porque a administração pública não é fácil”, finaliza.

Participação da CNM

Nos dois dias de programação, a CNM estará representada em dois importantes painéis. O primeiro acontece na tarde desta quinta-feira, 28 de novembro. Com o tema Desenvolvimento Regional: sustentabilidade e execução de políticas públicas, a entidade estará representada pela coordenadora do Projeto Plataforma Êxitos da CNM, Marli Burato. Participam também do talk show o presidente do TCU, José Múcio Monteiro, o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Klüppel Carrara, além do subchefe de Ação Governamental da Casa Civil, Marcelo Barros Gomes e do diretor de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Nilo Luiz Saccaro Júnior.

Abrindo o segundo dia de trabalho, o painel com o tema Transferências discricionárias, prestação de contas e transparência/dificuldades e oportunidades de aprimoramento. Pela CNM, participa como moderadora a consultora da entidade, Dra. Elena Garrido. Integram o talk show a diretora do Departamento de Transferências do Ministério da Economia, Regina Lemos de Andrade, o secretário de Controle Externo de Tomada de Contas Especial do TCU, José Ulisses Vasconcelos, além do coordenador-geral de Auditoria das Áreas de Logística, Transferências Voluntárias e Tomada de Contas Especial da CGU, Sérgio Neiva, e do secretário do TCU, Tiago Modesto.

Ao final do evento, carta-compromisso contendo ações conjuntas a serem realizadas por todos os participantes do Fórum.

Por: Lívia Villela
Fotos: TCU
Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas