Home / Comunicação / Bate-papo da CNM traz orientações sobre Governança de tecnologia da informação para Municípios inteligentes

Notícias

10/09/2021

Compartilhe esta notícia:

Bate-papo da CNM traz orientações sobre Governança de tecnologia da informação para Municípios inteligentes

Bate papo CNMA Confederação Nacional de Municípios (CNM) promoveu na manhã desta sexta-feira, 10 de setembro, o Bate-papo semanal para tratar do tema Governança de tecnologia da informação para Municípios inteligentes. A transmissão foi a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre a Carta Brasileira para Cidades Inteligentes, debater os Objetivos Estratégicos do documento, informar os gestores em relação às orientações estabelecidas, além de apresentar iniciativas que implementam algum aspecto que atenda a uma, ou a várias, dessas recomendações.

Foram convidados para as discussões a pesquisadora do Centro Internacional de Energias Renováveis – Biogás (CIBiogás), Márcia Hino; o diretor de Sistemas e Inovação de Blumenau (SC), Júlio Cézar Silva, e a diretora de Central de Compras do Ministério da Economia, Lara Brainer, todos parceiros do Grupo de Trabalho Capacitação, disseminação e educação, o nivelamento de conhecimento da Carta Brasileira para Cidades Inteligentes.

Na oportunidade, os convidados detalharam o tema do Bate-papo como forma de estabelecer sistemas de governança de dados e de tecnologias, com transparência, segurança e privacidade. Márcia Hino explicou que a governança é sinônimo de uma boa condução dos recursos públicos. Em se tratando de Municípios Inteligentes, ressaltou a necessidade do uso de tecnologias e da criação de mecanismos, regras e políticas que direcionam melhor a aplicabilidade dessa tecnologia no governo. “Enquanto a governança traça as diretrizes, a gestão vem e diz como gerir e controlar a implementação da tecnologia”, explicou.

Por sua vez, o participante de Blumenau pontuou que a cidade catarinense possui estrutura que facilita o trabalho por ter secretarias integradas. Ele reiterou que o Município tem Plano Diretor de Tecnologia e tenta se posicionar como um polo tecnológico, de forma a atrair cidadãos que buscam qualidade de vida e a tecnologia pode ser esse atrativo. “É um dos desafios para a grande maioria dos Municípios é a escassez de recursos. Sabe-se que os gestores precisam priorizar áreas como, por exemplo, a da saúde, mas a gestão municipal tenta dentro da sua limitação priorizar caminhos para uma boa governança”, considerou Júlio Cezar Silva.

Já a representante do Ministério da Economia listou na transmissão como a governança em Tecnologia da Informação pode contribuir para tornar os Municípios mais inteligentes. Lara Brainer complementou defendendo que a escassez mencionada por Júlio Cezar Silva não se restringe à parte financeira. “Os Municípios têm que conviver com escassez em capacitação, recursos tecnológicos, e até de pessoas qualificadas para desenvolver as cidades inteligentes. A TI vem para otimizar recursos além de permitir melhor processos que antes eram caros por serem manualizados, o que gera custos para administração, relatórios de governança e libera recursos para áreas fins da gestão pública. Além disso, é importante a ampliação de rede, expansão de modelos de práticas que deram certo e a reaplicação dessas boas práticas, para que se tenha estrutura de dados e direcione melhor os recursos”, enfatizou.

Carta Brasileira para Cidades Inteligentes
A Carta Brasileira para Cidades Inteligentes é uma ação do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) que traz uma visão sobre cidades inteligentes no contexto brasileiro, por meio de princípios e diretrizes que buscam formular um conceito governamental de Cidades Inteligentes. Além disso, orienta as ações ministeriais na criação de uma agenda para Cidades Inteligentes, considerando os grandes desafios associados à transformação digital, o desenvolvimento urbano sustentável e que apresente também planos, políticas e programas federais.

Acesse aqui o folder da CNM sobre Municípios Inteligentes. Confira as orientações da Cartilha de Inovação e Municípios Inteligentes: a tecnologia a serviço da gestão municipal. Conheça o Guia do Tribunal de Contas da União. Assista à íntegra do Bate-papo:




Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas