Home / Comunicação / Campanha nacional propõe impulsionar produtos orgânicos

Notícias

29/05/2019

Compartilhe esta notícia:

Campanha nacional propõe impulsionar produtos orgânicos

Pref. Itanham SPO alimento orgânico é mais saudável por evitar o uso de fertilizantes artificiais e pesticidas em sua produção. O Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis) contabiliza cerca de 60 empresas no setor e faturamento de R$ 4 bilhões do mercado, só no ano passado. No entanto, grande parte da população desconhece os benefícios e as normas de comercialização. Mudar essa realidade é o desafio da 15ª edição da campanha do Ministério da Agricultura (Mapa).

Lançada na segunda-feira, 27 de maio, a iniciativa propõe informar o consumidor como reconhecer o produto orgânico em feiras e supermercados. Além de impulsionar a economia, os produtos orgânicos – forte entre os pequenos agricultores e agricultores familiares – também podem ser mais usados pelo sistema educacional, para merenda escolar mais saudável. A ideai foi defendida pela ministra do Mapa, Tereza Cristina, durante a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em abril deste ano.

Essa conscientização deve estimular ainda mais a produção e o consumo de alimentos orgânicos. Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o aumento da procura por produtos orgânicos, pela população representa uma oportunidade para a gestão local. A recomendação da entidade é que se incentive, principalmente, os pequenos produtores, a criação de feiras de orgânicos e a divulgação dos produtores do Município, visando à geração maior de renda.

Embalagem
A legislação atual provê a obrigatoriedade de os alimentos orgânicos, vendidos em embalagem ou mesmo a granel, apresentarem selo ou sinalização de “Produto Orgânico Brasil”, que identifica a certificação do Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica (SisOrg). O selo atesta que durante cultivo e produção do alimento, de origem vegetal ou animal, processados ou não, não houve uso de insumos químicos, transgênicos e tóxicos.

Alimentos industrializados só recebem o selo se tiverem mais de 95% de ingredientes de origem orgânica. O produto que tiver mais de 70% e menos de 95% de ingredientes orgânicos pode ser identificado como “produto com ingredientes orgânicos”. O fornecedor pode ser identificado pelo Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. Esse cadastro registra a existência de 19 mil produtores orgânicos no Brasil, e a quantidade de produtores cresce entre 10% e 15% ao ano.

Da Agência CNM de Notícias
Foto: Pref. Itanham (SP)


 


Notícias relacionadas