Home / Comunicação / Cidades históricas: público conhece experiência gastronômica de Pelotas (RS)

Notícias

25/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Cidades históricas: público conhece experiência gastronômica de Pelotas (RS)

25102019 experiência gastronômica de Pelotas RS Cidades HistóricasOs Municípios do Estados do Rio Grande do Sul são reconhecidos pelas belezas naturais, patrimônios históricos e também pela gastronomia. As tradicionais comidas típicas como mais uma motivação para atrair turistas não poderia faltar na programação do 6º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial e do Seminário Patrimônio + Turismo. As experiências gastronômicas da cidade de Pelotas foram apresentadas durante os eventos.

A prefeitura, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) gaúcho e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) contaram a história do projeto Pelotas do Sal ao Açúcar. Para mostrar a iniciativa, foram servidas bruschettas de charque e doces finos que originaram o nome da ação. O charque é considerado uma das tradições da cidade gaúcha.14102019 Cidades Históricas atualizada

Carta de Porto Alegre
Ainda na programação do encontro ocorreu um almoço com os prefeitos e representantes das cidades consideradas Patrimônio Mundial. Na ocasião, os participantes deram início à redação da Carta de Porto Alegre, documento que vai reunir as sugestões apresentadas pelos palestrantes e participantes. Essas reivindicações serão lidas no encerramento dos eventos e, posteriormente, a Carta será entregue às autoridades do governo federal e estadual. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, também recebeu os palestrantes do evento para um jantar na sede do governo.

O 6º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial e o Seminário Internacional Patrimônio + Turismo serão promovidos por meio de uma parceria da CNM com o Iphan e a Organização Brasileira das Cidades Patrimônio Mundial (OCBPM). Ainda conta com o apoio institucional do Sebrae.

Por: Allan Oliveira

Da Agência CNM de Notícias 


Notícias relacionadas