Home / Comunicação / Cidades portuárias receberão investimentos em infraestrutura para atrair cruzeiros

Notícias

03/09/2019

Compartilhe esta notícia:

Cidades portuárias receberão investimentos em infraestrutura para atrair cruzeiros

MTurA Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil) realizou, na última quarta-feira, 28 de agosto, o III Fórum Clia Brasil. O evento, em parceria com o Ministério do Turismo, ocorreu na sede da pasta, em Brasília, e contou com a participação de diversas autoridades e representantes do segmento turístico de cruzeiros. A atual temporada está registrando ocupação de 100% dos leitos ofertados pelo país e, para o consolidado do ano, há expectativa de geração de receitas na ordem de R$ 2 bilhões.

Com o objetivo de discutir os desafios e as soluções para o setor, os participantes debateram regulação; trabalho a bordo e direito internacional; investimentos e competitividade nos terminais de passageiros; navios; meio ambiente; entre outros temas. Estiveram presentes o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; o presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz; a CEO da Clia Global, Kelly Craighead; e os deputados Herculano Passos (MDB-SP) e Newton Jr. (MDB-MG), presidentes da Frente Parlamentar em Defesa do Turismo e da Comissão de Turismo da Câmara Federal, respectivamente.

Durante o evento, o ministro anunciou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estuda criar uma linha de crédito na ordem de R$ 5 bilhões com o objetivo de construir, pelo menos, 15 portos no litoral brasileiro. Os empreendimentos, segundo ele, possuirão shoppings e hotéis, entre outros espaços, para atrair novos cruzeiros e aumentar o número de turistas estrangeiros que desembarcam em solo brasileiro.

CNMA Confederação Nacional de Municípios (CNM) esteve representada pela turismóloga Marta Feitosa, responsável pela área técnica de Turismo da entidade. Para Marta, a possibilidade de investimento na construção dos portos pode representar o desenvolvimento de comunidades localizadas em Municípios litorâneos que, apesar da potencialidade turística, são afetadas pela falta de infraestrutura, o que dificulta a atração de turistas. Com o aporte de recursos, os entes locais beneficiados terão um forte impacto positivo não só no aumento de visitantes, mas em toda a cadeia produtiva do setor.

O Fórum também foi uma oportunidade para reforçar as parcerias institucionais da Confederação com organizações governamentais. Um exemplo é a cooperação com o Ministério do Meio Ambiente, representado por Maria Mônica Moraes e Gentil Venâncio Filho, e com a Embratur, nas pessoas de Katja Becker e Marcos Fonseca. O encontro entre os representantes tratou da realização do Seminário de Governança para o Turismo – Edição Alagoas, que debaterá o tema do Turismo em unidades de conservação.

Da Agência CNM de Notícias com informações do Ministério do Turismo

Fotos: MTur e CNM


Notícias relacionadas