Home / Comunicação / Clima de expectativa na entrada da XXII Marcha

Notícias

09/04/2019

Compartilhe esta notícia:

Clima de expectativa na entrada da XXII Marcha

09042019 CredenciamentoXXIIMarchaO clima do credenciamento da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios é de grandes expectativas. Enquanto concluem o cadastro e aguardam o início da sessão solene, os gestores comentam sobre os anúncios que serão feitos e como vão isso vai impactar nos seus Municípios. Também comentam sobre a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, no marco dos 100 dias do governo.

É o caso do prefeito Hermes Junior, que veio de Regeneração (PI) para participar da Marcha. "A CNM sempre valorizou os prefeitos municipais e do Brasil de um modo geral. Estamos hoje na expectativa do senhor presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e de que o evento seja um esplendor".

Do Município mineiro de Iguatama, a prefeita Ivone Leite compartilha do sentimento de motivação do prefeito Hermes. "A nossa expectativa é a melhor possível, é um grande encontro, é um grande momento para trocar ideias, trocar experiências e sair daqui mais motivados para melhorar os nossos Municípios.

As mudanças implementadas na logística de credenciamento também estão sendo bastante comentadas. Comparado às edições anteriores, o fluxo está seguindo de forma ágil e tranquila. "Muito bem organizado, muito bom o atendimento. Tem muito prefeito chegando", destaca o prefeito Edesio Justen, de Santo Amaro da Imperatriz (SC).

Outra ponto que merece destaque foi o grande número de prefeitos municipalistas. Na edição deste ano da Marcha, a CNM está contemplando com o bottom "prefeito municipalista" os gestores que participaram de ao menos três edições do evento.

A sessão solene de abertura da XXI Marcha acontece logo mais, às 9h. A mesa conta com a presença do presidente da Confederação Nacional de Municípios, Glademir Aroldi, do ex-presidente e membro do Conselho Consultivo da Confederação Paulo Ziulkoski, diretores da entidade, diretores das entidades municipalistas estaduais, do presidente da República, Jair Bolsonaro, além de gestores de empresas públicas, ministros do Executivo e do TCU, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil e de representantes da Organização das Nações Unidas.

Por: Raquel Montalvão e Sarah Buogo

Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas