Home / Comunicação / CNM integra grupo que debate agenda da Organização Mundial de Cidades

Notícias

15/02/2019

Compartilhe esta notícia:

CNM integra grupo que debate agenda da Organização Mundial de Cidades

15022019 CGLU02Nesta semana, de 11 a 15 de fevereiro, representante da Confederação Nacional de Municípios (CNM) esteve presente na quinta edição do Retiro Anual da Organização Mundial Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU), em Barcelona, na Espanha. O encontro reuniu representantes das organizações regionais e das comissões técnicas da Organização Mundial.

A agenda da semana contou com atividades das diferentes partes da rede, incluindo workshops específicos e grupos de trabalho e a criação de sinergias para as Ondas de Ação da entidade, além da reunião anual do Global TaskForce (Força tarefa global) dos governos locais e associações municipalistas.

Ainda foram realizados debates políticos, com a presença da Presidência Global da Associação e a Sessão Especial do Comitê de Assuntos Estatutários serão realizados na quinta e na sexta-feira.

Presença Latino-americana

Participaram do evento representantes da Federação Latino-americana de Cidades, Municípios e Associações de Governos Locais (FLACMA), que realizaram convite para o Congresso Latino-americano de Autoridades Locais, que será realizado em março em Santiago, Chile.

15022019 CGLU03Na ocasião a representante de assessoria internacional da CNM, Isabella Santos, também adiantou os esforços da entidade para promover a Cumbre Hemisférica de Prefeitos em 2020 no Brasil e também convidou a todos os presentes.

O Congresso da Organização Mundial de Cidades a ser realizado em novembro desse ano, em Durban, também foi um dos destaques do evento. Foi discutido que o evento será particularmente importante para os Municípios e associações, uma vez que é organizado pelos próprios governos locais.

Comissões Temáticas da CGLU

A organização mundial abrange uma série de comissões e grupos temáticos tratando de diversos assuntos que afetam os governos locais. Destacou-se especialmente a importância de reforçar a atuação em temas, como: migração, democracia local, gênero, descentralização de competências sem os recursos financeiros suficientes, o Direito à Cidade e a importância das cidades nas mesas globais de discussão política e a localização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A CNM atua como Secretaria ODS da FLACMA, e na ocasião apresentou algumas das ações que tem sido realizadas para o envolvimento e fortalecimento das associações e redes de governo da região para atuação no âmbito dos ODS.

Os trabalhos da CNM para a localização dos ODS nos Municípios brasileiros também foram compartilhados. A Secretária Geral da CGLU, Emilia Saiz, parabenizou a entidade pelos esforços e compartilhou que a Organização Mundial se inspirou em muitas das ações realizadas pela Confederação no tema.

Foram apresentados, aindam os esforços da entidade global para apoiar as redes de governo e as ações para monitoramento e informe dos avanços dos governos locais e regionais no alcance da Agenda 2030.

Este ano, será lançado um segundo Informe sobre os avanços locais na edição do Fórum Político de Alto Nível das Nações Unidas para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Saiba mais informações sobre o último relatório lançado.

Agenda Paralela

Ainda durante a semana de atividades a CNM participou de reuniões paralelas com o Grupo de Trabalho para a Construção de Capacidades (CIB) para discutir o Plano de Ação. O objetivo do CIB é fortalecer a efetividade e a qualidade das políticas internacionais dos governos locais e regionais e de suas associações.

A assessora internacional da CNM também participou das discussões da estratégia da entidade relacionada ao tema de gênero, além das próximas ações que serão realizadas. Na oportunidade falou sobre o Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM) e compartilhou que o fortalecimento da participação feminina nos cargos locais eleitos tem sido uma ação do Movimento.

Por fim, a assessoria internacional da CNM integrou sessão de grupo de trabalho para discutir uma metodologia que classifique as atividades internacionais das cidades. Foi apresentado uma proposta inicial de indicadores e questionário, e o objetivo é ser lançado um documento com os resultados dos dados coletados em novembro, durante o Congresso em Durban.

A CNM avalia positivamente as discussões realizadas e reforça a importância de sempre estar avançando o Movimento Municipalista global, mas sempre com o foco de se produzir resultados concretos para os territórios.

Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas