Home / Comunicação / CNM lamenta a morte do prefeito de Barcarena (PA)

Notícias

09/09/2019

Compartilhe esta notícia:

CNM lamenta a morte do prefeito de Barcarena (PA)

Arte CNMA Confederação Nacional de Municípios (CNM) lamenta a morte do prefeito de Barcarena, no nordeste do Pará, Antônio Carlos Vilaça. Ele faleceu em casa em decorrência de um infarto, na madrugada de domingo, 8 de setembro. Integrante do movimento municipalista nacional, Vilaça deixa esposa, quatro filhas e grande legado de trabalho em prol da população.

Com muito pesar, o presidente da CNM, Glademir Aroldi, recebeu a notícia do falecimento do prefeito. O líder municipalista nacional oferece seus sentimentos aos familiares e amigos, inclusive de gratidão pela forma como o prefeito contribuiu para melhorar a vida dos habitantes de Barcarena e pelo trabalho empenhado no movimento nacional para promover novas conquistas.

A CNM lembra ainda que Vilaça foi um dos 15 finalistas do projeto MuniCiência, edição 2017/2018, com a iniciativa Em Busca de Marias, que intensificou ações da Rede de Atenção à Saúde da Mulher quanto à promoção e prevenção do Câncer do Colo Uterino, focando as vantagens do diagnóstico precoce, possibilidade de cura, prognóstico e qualidade de vida de Mulheres em Idade Fértil. 

ODS
Vilaça também se empenhou para implementar na gestão os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). De acordo com os dados da Mandala ODS – mecanismo de acompanhamentos dos objetivos da Agenda 2030 da Confederação –, Vilaça obteve os melhores resultados e evoluções este ano nos seguintes indicadores: Empresas Exportadoras do Município, índice de mortes por abuso de álcool e outras drogas e índice de aprendizado adequado em Português.

Na Mandala ODS, Barcarena também se destacou no índice de Equilíbrio Fiscal e na redução de gastos com pessoal, na mortalidade infantil e no abandono Escolar. Índice de mortes por abuso de álcool e outras drogas; e Taxa de homicídio de mulheres também reduziram consideravelmente. Os melhores resultados deste ano foram nos objetivos 8, 9 e 17, que tratam, respectivamente, Trabalho decente e crescimento econômico; Indústria, inovação e infraestrutura e Parceira e meios de implementação.

Gestão
Natural de Conselheiro Pena (MG), Vilaça chegou à cidade paraense há cerca de 30 anos. Seu objetivo na prefeitura era retribuir ao Município todo o bem que recebeu dele. O prefeito exercia o segundo mandato, e promoveu significativas transformações com a administração voltada a gestão técnica, profissional e transparente.

Ele acreditava que a capacitação dos servidores e a reorganização da administração impulsionariam melhores serviços a comunidade. Com o lema “o dinheiro público deve ser aplicado com transparência e responsabilidade”, o prefeito apostava no planejamento e no investimento em áreas prioritárias, como a saúde e educação.

Da Agência CNM de Notícias
Foto: Arte CNM


Notícias relacionadas