Home / Comunicação / CNM lançará nota técnica sobre benefícios e oportunidades das energias alternativas para Municípios

Notícias

04/06/2021

Compartilhe esta notícia:

CNM lançará nota técnica sobre benefícios e oportunidades das energias alternativas para Municípios

04062021 foto energia pixabayDe acordo com dados recentes do Ministério de Minas e Energia (MME), a demanda por energia tem aumentado tanto no consumo residencial quanto no comercial. Mas, para piorar a situação, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta que, pela primeira vez em mais de 100 anos, o Sistema Nacional de Meteorologia (SNM) emitiu um alerta de emergência hídrica ao Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden). O aviso é que milhares de brasileiros poderão sofrer com apagão ainda esse ano (2021) devido a falta de chuvas e de investimentos em energia em pelo menos cinco Estados brasileiros: Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Por outro lado, a Confederação pondera que os Estados possuem diferentes potenciais para o emprego de energias alternativas renováveis. São Paulo, por exemplo, é importador de energia, mas é rico em insumos para a geração, como biomassa, álcool, energia solar, biogás e biometano. O que falta é investir em ampliação da matriz energética, situação comum a todos os Estados, mas que tende a mudar já que o uso das energias renováveis começa a aumentar no país.

Nesse contexto, de acordo com dados do MME no documento Resenha Energética (2020), as fontes renováveis tiveram alta de 2,8%, sustentada por fortes altas em produtos da cana-de-açúcar, eólica, solar e biodiesel, sendo que a oferta de energia hidráulica foi a única que recuou (-0,3%). Considerando esse aumento na produção de energias alternativas renováveis e paralelo ao aumento da demanda por energia em todo o país, vivenciamos um momento de crise econômica grave, com alto desemprego, e a busca por fontes alternativas de energias renováveis tem mostrado resultados positivos tanto do ponto de vista econômico quanto de sustentabilidade.

Ante o exposto, a CNM lançará em junho uma nota técnica que visa demonstrar ser possível gerar desenvolvimento e qualidade de vida com sustentabilidade por meio de energias alternativas renováveis em todo o país. Por meio de boas práticas, a Confederação evidenciará que ampliar a matriz energética brasileira traz ganhos para o setor econômico, social e ambiental, seja com a inclusão socioprodutiva de comunidades rurais de extrema pobreza, economizando recursos financeiros em prédios públicos ou gerando energia por meio de resíduos no meio rural ou urbano, minimizando impactos das ações humanas.

Seu Município possui iniciativas nesse tema? Escreva para d.territorial@cnm.org.br e compartilhe!

Da Agência CNM de Notícias
Foto: Free-Photos/Pixabay


Notícias relacionadas