Home / Comunicação / Com apoio da CNM, pesquisa analisa Municípios dependentes do extrativismo

Notícias

17/07/2019

Compartilhe esta notícia:

Com apoio da CNM, pesquisa analisa Municípios dependentes do extrativismo

17072019 Ouro GarimpoCom o título Cidades de uma empresa só, projeto realizado em parceria com a Confederação Nacional de Municípios (CNM) pretende analisar as indústrias extrativistas no Brasil, identificando os Municípios que têm a mineração como principal atividade econômica. Segundo a pesquisadora responsável, Andreza de Souza Santos, do Centro Latino Americano da Universidade de Oxford, o levantamento irá resultar na publicação de artigos científicos, cartilhas técnicas e o mapeamento de cidades e territórios. O estudo conta com apoio do professor Nuno Faria.

Após listar e comparar esses entes municipais, os pesquisadores irão se concentrar naqueles que sediam uma única empresa. “Enquanto algumas cidades mineradoras, ao longo da história, diversificaram suas atividades econômicas, muitas outras não o fizeram. Quais decisões levaram à diversificação ou ao chamado modelo monotown? O que a dependência econômica gera politicamente e socialmente?”, questiona Andreza. Com apoio da entidade municipalista, ela espera esclarecer tais questões.

Segundo ela, a peculiaridade de alguns Municípios é herança do colonialismo na América Latina, em que predominava a exploração dos recursos naturais para o comércio exterior. No período pós-colonial, ao contrário do que era esperado, muitas economias continuaram com o modelo de crescimento baseado em exportação de commodities.

Durante a pesquisa, alguns termos-chave e questionamentos serão utilizados para compreender a realidade desses Municípios extrativistas:

- Cidades vocacionais: a ideia de vocação é consistente localmente ou politicamente imposta?

- Participação: como instrumentos de audiência pública e outros mecanismos de participação social podem prosperar em um ambiente de grande dependência econômica?

- Como os movimentos migratórios estão relacionados aos ciclos de prosperidade de empresas nas cidades de uma empresa só?

- Ha padrões em problemas de saúde pública e conservação ambiental facilmente identificáveis em territórios extrativistas?

Para a CNM e os Municípios, o projeto tem a contribuir com a construção de políticas públicas. Muitos gestores, atualmente, sofrem com a dependência econômica e suas consequências na esfera política e social. 

Uma das hipóteses que o estudo apresenta é que as empresas poderiam ajudar a diversificar as economias locais enquanto estivessem economicamente saudáveis e buscando renovar as licenças. A análise da história e do perfil dos entes extrativistas e da economia será baseada em dados como Produto Interno Bruto (PIB), migração, saúde pública, conservação e demografia.

Da Agência CNM de Notícias 


Notícias relacionadas