Home / Comunicação / Com auditório cheio, atividades do Desafio + Brasil começaram nesta quinta

Notícias

21/02/2019

Compartilhe esta notícia:

Com auditório cheio, atividades do Desafio + Brasil começaram nesta quinta

Marco Melo/Ag. CNMAs primeiras das 34 horas de atividades do Desafio + Brasil Hackathon de Design de Processos & TI foram marcadas pela empolgação e pela grande expectativa dos participantes. O evento começou na manhã desta quinta-feira, 21 de fevereiro, na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em Brasília, com auditório cheio. A iniciativa é fruto da parceria entre a Confederação e o Ministério da Economia, com o apoio da Escola Nacional de Administração Pública (Enap). A cerimônia de abertura contou com representantes do governo, profissionais e servidores de diferentes setores.

Representando o ministro da Justiça, Sérgio Moro, o secretário executivo adjunto da pasta, Washington Bonini, abriu as falas. Ele destacou a importância de aperfeiçoar os processos atuais para melhorar a gestão dos governos locais e promover desenvolvimento. “Não adianta nada nós termos o controle absoluto das despesas, se os gastos não são realizados e não produzem valor público, e o grande desafio é ter ferramentas que permitam, ao mesmo tempo, o controle e a eficácia do gasto público realizados”, afirmou Bonini.

No mesmo contexto, o representante do Tribunal de Contas da União (TCU), o ministro-substituto Augusto Sherman, fez o uso da palavra. Ele mencionou um exemplo prático do que se busca e ressaltou: “nós precisamos compreender melhor que todo recurso público, todo crédito orçamentário que está no orçamento, visa ao benefício das pessoas que moram nos Municípios”. A frase épica do movimento municipalista brasileiro foi enaltecida: “as pessoas não moram na União, não moram nos Estados, as pessoas moram nos Municípios”. Marco Melo/Ag. CNM

Controle
Ainda segundo ele, o controle das transferências públicas vai beneficiar muito os governos municipais e sua expectativa é que as inteligências reunidas na iniciativa obtenham sucesso e encontrem “a solução simples, econômica, rápida e eficiente; e que disponibilize essa plataforma, esse sistema de transferência”.

“Esse evento vai trazer uma outra visão para que a gente possa realmente acompanhar essas transferências, para que a gente possa tomar medidas para que, como já dito, essas transferências se transformem em benefícios à sociedade”, disse o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, na abertura do evento. Em entrevista à TV CNM, ele falou dos desafios a serem enfrentados para mudar a realidade burocrática e lenta dos processos, que impactam na gestão municipal. Segundo ele, “onde há corrupção, há burocracia”.

Desafio
Ao fazer referência aos anseios da população com o novo governo e do slogan da campanha “Mais Brasil, menos Brasília”, o secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, reforçou a intenção governamental de fortalecer os governos locais para melhorar a vida dos usuários dos serviços públicos, da população brasileira. “Nós precisamos desburocratizar, nós precisamos dar transparência, nós precisamos capacitar as pessoas que vão utilizar esse recurso”, reforçou Uebel. 

Marco Melo/Ag. CNMUm vídeo do presidente da CNM, Glademir Aroldi, foi veiculado durante a cerimônia de abertura. Aroldi saudou os presentes e falou do sentimento de receber a iniciativa inovadora. Ao final de sua fala, o presidente da CNM convocou todos a defender a plataforma Mais Brasil. “Melhorar os processos de gestão é melhorar a qualidade de vida de cada cidadão. Nosso objetivo é simplificar, integrar e padronizar, a fim de dar maior agilidade e transparência”, afirmou Aroldi. 

Municipalismo
Como representante da diretoria da CNM e da liderança municipalista, a prefeita de Monteiro Lobato (SP), Daniela de Cássia, falou da importância desse momento de “pensar na inovação da gestão e dos serviços públicos”. A gestora também destacou o voluntarismo de profissionais, que ela classificou como de extrema qualidade e talento, que se disponibilizaram a contribuir com as soluções a serem apresentadas ao final das atividades.

Por Raquel Montalvão
Da Agência CNM de Notícias
Fotos: Marco Melo/Ag.CNM

Leia também: Desafio + Brasil reúne profissionais de tecnologia, Ministério da Economia, órgãos de controle e gestores locais
Desafio + Brasil: com 300 inscritos, começa contagem regressiva para maratona de programação
Referências nas áreas de tecnologia e transferências estarão reunidos na CNM para Desafio + Brasil

 


Notícias relacionadas