Home / Comunicação / Com previsão de tempo mais quente em três regiões, inverno começa na sexta-feira

Notícias

19/06/2019

Compartilhe esta notícia:

Com previsão de tempo mais quente em três regiões, inverno começa na sexta-feira

Arquivo/Agência BrasilDas quatro estações, o período mais frio é chamado de inverno boreal, no hemisfério norte, e de inverno austral, no hemisfério sul. Com previsão de temperaturas acima da média nas regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste, nos próximos três meses, o inverno começa no Brasil nesta sexta-feira, 21 de junho, às 13h. A estação se encerra na madrugada do dia 23 de setembro, quando dá lugar à primavera.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a característica principal é a redução de chuvas nas três regiões e em partes do Nordeste e do Norte do Brasil. Com a diminuição da temperatura, ocasionada pelas massas de ar frio do sul do continente, e a probabilidade de ocorrerem geadas nas regiões Sul e Sudeste e no Mato Grosso do Sul. Também é esperado queda de neve nas áreas serranas e planaltos do Sul do país e friagem em Rondônia, no Acre e no sul do Amazonas.

As condições típicas da estação, segundo o Instituto, incluem inversões térmicas durante as manhãs, também podem produzir a formação de nevoeiros e névoa úmida nos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Outro fenômeno que o inverno favorece são as queimadas e os incêndios florestais em determinados pontos do país. O Inmet indica chances maiores de acontecerem na Região Norte, entre a metade do inverno e o início da primavera.

Regiões
Para o Centro-Oeste, a previsão é de que os incêndios florestais serão propícios devido à conjugação de três fatores: a baixa umidade relativa do ar, a menor ocorrência de chuvas e as temperaturas acima da média, que devem marcar, principalmente, os meses de agosto e setembro. Na região, informa o Inmet, a previsão é de que a umidade relativa do ar fique abaixo de 30%, tendo, em alguns momentos, picos mínimos abaixo de 20%.

Já para o Sul, o Inmet prevê que a maior frequência das frentes frias contribuirá para variações nas temperaturas ao longo do trimestre e antecipa que as temperaturas médias devem permanecer acima da média climatológica. A exceção é a metade sul do Rio Grande do Sul e o leste de Santa Catarina, onde o inverno deverá ocorrer dentro da normalidade. Para essas duas áreas, as temperaturas podem atingir valores abaixo de 0º C em áreas serranas e planalto, principalmente no mês de julho.

Impacto na Saúde
Por conta dos recorrentes problemas causados à saúde no período, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta que medidas simples podem evitar doenças respiratórias. “Hábitos simples de higiene são importantes para prevenção, já que alguns vírus, como o da influenza, permanecem vivos no ambiente por até 72 horas e, em superfícies como corrimões, teclados, torneiras por até 10 horas”.

A entidade municipalista recomenda ainda que os gestores municipais também promovam ações com a comunidade para diminuir o número de casos de doenças nos próximos três meses. A CNM destaca que os serviços de Saúde municipais podem alertar e atentar para alguns cuidados, como:

• evitar ambientes fechados e com ventilação reduzida, como forma de evitar a transmissão dos agentes como vírus e bacilos;
• lavar as mãos frequentemente durante o dia;
• beber bastante água, mesmo sem sentir sede;
• ao tossir, proteger de preferência com o braço ou com o dorso da mão, para evitar repassar agentes contaminadores pelo contato com as mãos;
• utilizar corretamente os antissépticos para a higienização das mãos; e
• alertar às pessoas com doenças respiratórias, para evitarem principalmente o contato com crianças, pessoas idosas ou pessoas que estejam com a imunidade comprometida.

Da Agência CNM de Notícias, com informações da Agência Brasil


Notícias relacionadas