Home / Comunicação / Como financiar a educação: o Monitor 10 indica os caminhos

Notícias

17/08/2020

Compartilhe esta notícia:

Como financiar a educação: o Monitor 10 indica os caminhos

MONITOR10 1Como financiar a educação? Para responder a essa pergunta, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) mobilizou a sua equipe de Estudos Técnicos, que produziu uma edição especial do Monitor, o Boletim das Finanças Municipais. O conteúdo, com 22 páginas, pode ser baixado na Biblioteca virtual da CNM.

O Monitor também contempla o contexto de pandemia, com conteúdos especiais, entre os quais um estudo inédito sobre o impacto da Covid-19 sobre a Educação Municipal e um artigo sobre o desafio de garantir a alimentação escolar sob as restrições.

"Do ponto de vista da arrecadação municipal, os impactos são muito importantes, por isso a CNM apresenta este Boletim de Finanças Municipais – Monitor, com dados, entrevistas, matérias e estudos com temas atuais para auxiliar a gestão", ressalta o presidente da CNM, Glademir Aroldi.

Consultora da CNM, uma das maiores autoridades em políticas públicas para educação no Brasil, Mariza Abreu, faz um balanço dos fundos de financiamento e analisa o papel dos Municípios. “Mais recursos e melhor gestão devem caminhar juntos”, ressalta Mariza, em entrevista para o Monitor.

As colunas dos consultores Eudes Missio e Eduardo Stranz também trazem orientações sobre como lidar com a crise e, também, como preparar as receitas para o pós-pandemia.

Nas páginas centrais, o Monitor traz a evolução da arrecadação nos dois primeiros bimestres de 2020 de quatro tipos de tributo: o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), o Imposto Sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF).

Para completar, nesta edição, o Monitor destaca como conteúdo especial "Educação: Panorama e Realidades no contexto municipal".


Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas