Home / Comunicação / Desafios dos Municípios para a retomada das aulas e o calendário escolar são destaques da Educação

Notícias

17/09/2020

Compartilhe esta notícia:

Desafios dos Municípios para a retomada das aulas e o calendário escolar são destaques da Educação

Selma 1A retomada do Seminário Técnico: Pandemia x Calendário Escolar no início da tarde desta quinta-feira, 17 de setembro, ocorreu com uma palestra sobre os desafios para o cronograma escolar 2020 e 2021 e a possibilidade de retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino. A consultora Selma Maquiné apresentou as normativas publicadas durante a pandemia que podem direcionar os gestores e destacou medidas que precisam ser adotadas pelos Entes locais com a volta às aulas.

Todas essas ações necessitam de recursos e foram ressaltadas pela palestrante. “Os desafios são de toda ordem e se agravam com a Covid-19 e o investimento para dar conta desses desafios é enorme. A pandemia tem mostrado um cenário educacional novo”, disse a representante da CNM. Dentre as inúmeras ações lembradas no painel, merecem destaque a utilização de novas tecnologias como ferramenta de trabalho, melhorias na infraestrutura das escolas, do transporte escolar, entrega da merenda e capacitação dos professores.

“A gente não pode apenas passar a ferramenta para o professor sem definir uma metodologia. Precisamos também ter melhorias nos banheiros, nos refeitórios, nos espaços que irão circular as famílias, alunos e profissionais da Educação. Outro aspecto é a garantia do acesso à tecnologia e melhorias do transporte escolar. Tudo isso precisa ser somado às medidas de segurança sanitária e necessita de recursos para ser executado”, pontuou Maquiné.

Desafios à distância
A representante da CNM reforçou no painel a necessidade de novas formas de reorganização administrativa e pedagógica para que a pandemia não represente ainda mais desigualdades educacionais e sociais. Sobre isso, lembrou o modelo à distância que tem sido adotado em várias cidades, mas que não alcança todos os alunos devido à falta de condições financeiras para ter acesso a computadores e internet de qualidade.
Ainda em relação às aulas à distância, Maquiné pediu a atenção dos gestores da educação para que tenham o controle de todas as atividades on-line que estão sendo ministradas nesse formato, para evitar problemas com o cumprimento da carga horária. “É importante fazer a contabilização do ano letivo. Cada sistema de ensino precisa regulamentar a forma como essas atividades não presenciais estão ocorrendo. Elas precisam ser computadas como horas de trabalho efetivo. Isso é possível com as devolutivas que os alunos estão fazendo com as escolas ”, orientou.

Outros pontos
Por fim, a consultora da CNM alertou que a retomada das atividades escolares é complexa, reforçando o entendimento do presidente da entidade, Glademir Aroldi, durante a abertura do seminário nesta manhã. Para a consultora, é preciso ter responsabilidade. “São necessários planos de contingências, protocolos de segurança. A retomada das aulas não é meramente educacional, mas também de saúde pública. A decisão não é simples. A gente não tem como colocar em risco a saúde das pessoas e correr o risco de um surto”, disse. A CNM disponibilizou durante a transmissão Nota Técnica 56/2020, que traz discussão sobre debates e calendários para o calendário escolar. O material está disponível na Biblioteca da entidade. 


Por: Allan Oliveira

Da Agência CNM de Notícias



Notícias relacionadas