Home / Comunicação / Dia do professor: CNM e movimento municipalista parabenizam todos os docentes do país

Notícias

15/10/2018

Compartilhe esta notícia:

Dia do professor: CNM e movimento municipalista parabenizam todos os docentes do país

Gov.TOO Dia do Professor é comemorado nesta segunda-feira, 15 de outubro, e a Confederação Nacional de Municípios (CNM) parabeniza todos os docentes do país, por meio dos mais de 2,192 milhões de professores da rede municipal, e agradecem pelo trabalho desenvolvido em prol das crianças e dos jovens do país. “Além de serem fundamentais para o processo de formação do cidadão, os professores são determinantes para o desenvolvimento social, cultural e cidadão do aluno”, destaca o presidente da CNM, Glademir Aroldi.

A entidade lembra que a data foi instituída em 1827, por meio do Decreto Imperial de Dom Pedro I, Imperador do Brasil, que criou o Ensino Elementar no Brasil. Chamado de Escola de Primeiras Letras, o decreto estabeleceu as matérias curriculares, o salário dos professores e como eles deveriam ser contratados. No entanto, a data de 15 de outubro foi oficializada no Brasil como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682/1963. Internacionalmente, o Dia Mundial dos Professores é celebrado no dia 5 de outubro.

Uma modesta definição da palavra professor é: aquele que ensina, que transmite conhecimento. Assim, no Livro O financiamento da educação de 2009, a CNM trata da função e da legislação que rege a categoria. “O efetivo exercício é caracterizado pela atuação positiva no desempenho das atividades de magistério, desde que observado o regular vínculo contratual, em caráter temporário ou permanente”, explica a publicação.

Atualmente, segundo censos educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) referentes a 2017, o Brasil conta com mais de 2,5 milhões de professores. Mas, desse total, apenas 340 mil estavam atuando. O Instituto mostra que a maior parte dos professores é da educação básica, 2,192 milhões; e 349.776 são do ensino superior. As estatísticas educacionais contabilizam os profissionais uma vez, independentemente de atuarem em mais de uma região geográfica, unidade da Federação, município ou etapa de ensino. Do total de professores, 345,6 mil estão na zona rural. Das 184,1 mil escolas, 112,9 mil ou dois terços é de responsabilidade municipal.

Vocação
No entanto, o que se observa é cada vez menos pessoas dispostas a exercerem a vocação. Levantamento feito pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), com base nos dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) de 2015, indica que apenas 3,3% dos estudantes brasileiros, de 15 anos, querem ser professores. Quando se trata da educação básica, o índice reduz para 2,4%.

P
ara tornar a carreira mais atraente, a Revista Técnica CNM 2013 sugere algumas medidas que podem ser impulsionadas. “A carreira do magistério será mais atraente à medida que assegure a profissionalização do professor, com níveis de remuneração competitivos na estrutura salarial da sociedade e estímulos ao desenvolvimento profissional, com a incorporação adequada da avaliação docente à carreira”, indica a publicação. Por fim, a Confederação reconhece a importância do professores para o país, e recomenda que os gestores locais trabalhem em conjunto com a categoria.


De: Raquel Montalvão
Foto: Gov.TO
Da Agência CNM de Notícias, com informações da ABr


Notícias relacionadas