Home / Comunicação / Dia Nacional do Doador de Sangue será lembrado dia 25 de novembro

Notícias

24/11/2020

Compartilhe esta notícia:

Dia Nacional do Doador de Sangue será lembrado dia 25 de novembro

24112020 semana doacaoDia Nacional do Doador de Sangue ocorre na próxima quarta-feira, 25 de novembro, com objetivo de sensibilizar a população sobre a relevância da doação. O mês escolhido é um período de baixa de estoques por anteceder as festas de final de ano e o período férias. Este ano, a data ganha mais relevância devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O Rede de Municípios Doadores da Confederação Nacional de Municípios (CNM), criado também com o objetivo de impulsionar as doações, destaca a data e o ato solidário que salva vidas. A entidade reconhece que a doação de sangue precisa ser estimulada, cada vez mais, por meio da conscientização popular.

Além de chamar atenção para o ato simples e meritório, a data comemorativa instituída pelo Decreto de Lei 53.988/1964, também propõe homenagear e agradecer aqueles que já instituíram a prática de doação em suas rotinas de vidas. O dia escolhido foi o aniversário da Associação Brasileira de Doadores Voluntários de Sangue.

Preocupada com as dificuldades e as oscilações que os bancos de sangue públicos vivem em todo país, a CNM criou projeto Rede de Municípios Doadores como estratégia piloto e com objetivo geral de contribuir para o aumento das doações de sangue, por meio de um processo de comunicação e interação entre hemocentros, gestores municipais e doadores.

Conexão
A conexão dos três públicos-alvo ocorre por meio de uma plataforma on-line e de um aplicativo de celular, contribuindo para o estabelecimento de um fluxo mais eficaz de divulgação e atendimento de demandas por sangue. As prefeituras podem acompanhar diretamente os alertas de baixo estoque emitidos pelos Hemocentros e Unidades de Coleta públicas para promover o transporte dos doadores do seus Municípios para as cidades onde vão fazer as doações.

A iniciativa da CNM pretende reunir ações conjuntas dos prefeitos, primeiras damas e demais gestores municipais de saúde, em busca de uma ação coordenada para incentivar a doação de sangue no Brasil. "É muito importante mobilizar as autoridades locais para que assumam esse compromisso de incentivar a doação de sangue, se aproximando mais dos hemocentros públicos e da população", reforça o presidente Glademir Aroldi.


Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas