Home / Comunicação / Em comemoração ao Dia Mundial de Doação de Sangue, CNM promove ação com os colaboradores

Notícias

14/06/2019

Compartilhe esta notícia:

Em comemoração ao Dia Mundial de Doação de Sangue, CNM promove ação com os colaboradores

Ag. CNMPelo terceiro ano consecutivo, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) comemora o Dia Mundial de Doação de Sangue com ação interna, inspiradora aos demais governos municipais. Nesta sexta-feira, 14 de junho, comitiva de colaboradores da entidade esteve na Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) para ajudar a salvar vidas e incentivar a ação entre a população brasileira. Com a hashtag #EuDooSangue, a ação representou o comprometimento da CNM e de seus integrantes com o abastecimento dos estoques e com o projeto Rede de Municípios Doadores.

A CNM entende que a ação simples e generosa pode salvar a vida de até quatro pessoas, em momento de fragilidade. Este ano, foram quinze doadores, dentre eles, a técnica de Meio Ambiente Sofia Zagalo, que passou a fazer parte do quadro de funcionários há menos de um ano. Emocionada, ela deu seu depoimento: “eu sempre tive vontade de doar sangue e queria doar em São Luís, lá no Maranhão. Mas hoje com a campanha do dia mundial do doador me senti desafiada a fazer esse gesto de solidariedade com quem precisa, pois, doar salva vidas”.

Desta vez, os colaboradores da CNM foram além e doaram também para o banco de medula óssea. Iniciativa que propôs chamar a atenção para a data tão importante comemorada hoje, o Dia Mundial do Doador de Sangue, além de homenagear as pessoas que promovem o ato humanitário. O Ministério da Saúde estima que 66% das doações são assim, espontâneas, e a cada mil habitantes 16 são doadores. No entanto, o número corresponde a 1,6% da população.

Ag. CNMApesar de estar dentro dos parâmetros preconizados pela Organização Mundial da Saúde, que recomenda que 1% a 3% da população de cada país seja doadora, a CNM promove iniciativas para conscientizar as pessoas sobre a importância do ato. De forma inovadora, a entidade lançou o Projeto Rede de Municípios Doadores e tem se esforçado para disseminá-los pelo Brasil. O objetivo principal é usar a tecnologia, por meio de um aplicativo de celular, para fomentar a doação de sangue e aproximar hemocentros, prefeituras e o cidadão doador.

Histórico
O Dia Mundial de Doação de Sangue foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, e a data escolhida homenageia o nascimento do imunologista austríaco Karl Landsteiner, descobridor do fator Rh e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos. Em 2017, de acordo com o governo, foram coletadas 3,4 milhões de bolsas de sangue e realizadas 2,8 milhões de transfusões de sangue no Brasil. Pelo menos, 34% delas correspondem à doação de reposição – aquela que o indivíduo doa para atender à necessidade de um paciente motivado pelo serviço, família ou amigos do receptor –, 66% foram doação espontânea.

Por Raquel Montalvão, com informações do Ministério da Saúde
Da rojeto Rede de Municípios Doadores


Notícias relacionadas