Home / Comunicação / Em visita à CNM, prefeita de Aparecida do Rio Doce tira dúvidas para atuar em defesa da mulher

Notícias

18/09/2019

Compartilhe esta notícia:

Em visita à CNM, prefeita de Aparecida do Rio Doce tira dúvidas para atuar em defesa da mulher

CNM“Eu fiquei muito feliz em saber que eu estava na CNM. É daqui que eu conheci o MMM [Movimento Mulheres Municipalistas], tinha elas no Whatsapp, mas nunca tive a oportunidade de conversar e deixar o meu recado. Volto para a minha cidade muito feliz porque lá é um Município pequeno, tem muitas mulheres, até acho que tem mais mulheres do que homens”. Essa foi a fala da prefeita de Aparecida do Rio Doce (GO), Francisca Abadia de Resende.

A gestora visitou a sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM) nesta quarta-feira, 18 de setembro. Na oportunidade, foi atendida pela fundadora do MMM, Tania Ziulkoski, quando tirou dúvidas sobre como poderia agir mais em prol das mulheres do Município. “Em 2005, como primeira dama, eu fiz um trabalho unindo. Eu tenho relacionamento com elas desde primeira dama. Mas como prefeita, agora, tenho mais oportunidade de estar em contato com elas. E volto muito feliz sabendo que vou fazer mais ainda nessa área”, complementou.

Francisca buscou orientações para engajar lideranças femininas de seu Município nas eleições de vereadores em 2020. O Movimento Mulheres Municipalistas foi lançado em 2017 com o objetivo de fortalecer a representação feminina na política. Sobre esta participação, a prefeita acredita que pode sim ajudar as mulheres da região com diálogo e bons exemplos. “O MMM vai me ajudar como sempre sonhei. Elas vão entrar com vontade de trabalhar e mostrar serviço”, finalizou.

A fundadora do Movimento entregou material do Projeto Mulheres Seguras e Municípios Livres de Violência Contra as Mulheres, iniciativa executada pela CNM com o apoio da União Europeia, que como resultado positivo levou o aumento em 200% de mulheres eleitas para cargos eletivos nas eleições de 2016. "Quando você dá protagonismo para a mulher, quando ela e o seu trabalho se tornam mais conhecidos pelos cidadãos locais, ela naturalmente ganha visibilidade", destacou Tania.

Por: Lívia Villela

Foto: Marco Melo

Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas