Home / Comunicação / Empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida disponibilizam transporte compartilhado

Notícias

26/06/2019

Compartilhe esta notícia:

Empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida disponibilizam transporte compartilhado

ABr/EBCConstrutoras vinculadas ao Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) têm investido em parcerias para disponibilizar transporte compartilhado – oferta de serviços de bicicletas ou carros. Segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM), a iniciativa representa uma opção de mobilidade para distâncias curtas e melhorias na qualidade de vida dos moradores, além de colaborar com a redução da poluição por reduzir o número de carros em circulação.

Empreendimentos de São Paulo e do Rio de Janeiro já estão implementando a inovação, que melhora a qualidade e sustentabilidade com uso de tecnologia nos empreendimentos. De modo geral, a oferta de serviços inclusa nas taxas condominiais permite aos moradores ter acesso livre as bicicletas compartilhadas; e amplia os serviços compartilhados de transporte nos empreendimentos do programa de baixa renda.

A CNM acredita que a medida também refletirá positivamente na gestão municipal e promoverá novas oportunidades de desenvolvimento da economia local. As áreas técnicas de Planejamento Territorial e Mobilidade Urbana da CNM avaliam que a iniciativa também é positiva para os moradores que podem reduzir o consumo de combustível e correr menos riscos de acidentes, devido à redução da velocidade. Também há benefícios a saúde e uma mudança na cultura dos deslocamentos.

Para a entidade, é positivo que as empresas invistam em estratégias de inovação e agreguem novos serviços nos empreendimentos do programa o que fortalece a inclusão e práticas de sustentabilidade da política habitacional. A CNM reforça que a medida não está vinculada a nenhuma regulamentação ou obrigatoriedade do normativos do programa, e a ação inovadora espontânea das empresas atende as diretrizes do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 9, vinculado a Agenda 2030, que prevê: “construir infraestruturas robustas, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação”.

Da Agência CNM de Notícias, com informações da ABC 
Fotos: ABr/EBC


Notícias relacionadas