Home / Comunicação / Evento debate recuperação econômica voltada para critérios ambientais

Notícias

15/12/2020

Compartilhe esta notícia:

Evento debate recuperação econômica voltada para critérios ambientais

15122020 imagem EnergiaEolicaDebater importância de uma recuperação econômica que considere critérios ambientais, além do papel do setor financeiro e dos bancos de desenvolvimento. Este foi o objetivo do evento Diálogos Futuro Sustentável: como acelerar a recuperação econômica verde. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) acompanhou a transmissão online que foi voltada especialmente para os gestores municipais.
Na oportunidade, os painelistas reforçaram que os bancos de desenvolvimento têm a oportunidade de direcionar a recuperação da economia pensando na proteção climática e ambiental. Além disso, podem incentivar o mercado econômico verde, com financiamento de atividades sustentáveis, como energias alternativas.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES), Gustavo Montezano, defendeu a necessidade do banco capacitar as prefeituras para receberem os investimentos, além de prepará-las para essa tendência de uma recuperação verde. O gestor ressaltou, ainda, a importância da capacitação por meio de assessoria técnica de Estados e Municípios para que os projetos sejam estruturados em consonância com uma recuperação econômica mais sustentável.

No momento das perguntas, a representante da área de meio ambiente da CNM destacou que os Municípios enfrentam dificuldades de acesso aos recursos do BNDES, portanto essas oportunidades de capacitação e orientação técnicas seriam muito bem vindas. A Confederação já entrou em contato com o BNDES para solicitar maior detalhamento sobre como funcionaria esta capacitação e como os entes municipais poderiam ter acesso. O banco já sinalizou que a questão foi encaminhada para o setor responsável e a CNM aguarda o retorno com mais informações.

Banco de desenvolvimento regional
A ausência de recursos financeiros e de capacitação técnica para pleitear os recursos, principalmente nos pequenos e médios Municípios, é um consenso. Os bancos de desenvolvimento regional podem auxiliar nessa questão. 

A presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Leany Lemos, apresentou o programa BRDE Produção e Consumo Sustentável, que inclui uma série de atividades que podem ser apoiadas. Entre elas estão o uso eficiente e racional da água, o agronegócio sustentável, a agricultura de baixo carbono, indústria e comércio sustentável, cidades sustentáveis, reciclagem, eficiência energética e -energias renováveis.

Atualmente apenas 3% da carteira de projetos do BRDE são direcionados para os entes municipais, porém o banco tem buscado formas de potencializar a assistência técnica para que os gestores municipais possam estruturar projetos que possibilitem o acesso ao financiamento. Novos prefeitos eleitos já buscaram o BRDE para entender o que o banco pode oferecer. Mais informações estão disponíveis no site https://www.brde.com.br/.

Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas