Home / Comunicação / Foz do Iguaçu (PR) detalha medidas sanitárias e projetos de retomada do Turismo

Notícias

21/05/2020

Compartilhe esta notícia:

Foz do Iguaçu (PR) detalha medidas sanitárias e projetos de retomada do Turismo

Secretário Piollo REDConsiderado o 3º destino turístico mais procurado do Brasil pelos turistas estrangeiros, o Município de Foz do Iguaçu (PR) tem se reinventado para a retomada das visitas aos atrativos turísticos e reaquecimento da economia seguindo protocolos de segurança sanitária como forma de evitar a propagação do novo coronavírus. Em mais uma edição da Hora do Turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), o secretário de Turismo Gilmar Piolla trouxe detalhes de como a prefeitura paranaense tem planejado, ao mesmo tempo, combater a Covid-19 e auxiliar a população e o setor produtivo com essa recuperação.

Durante a videoconferência com o presidente da Organização das Cidades Brasileiras e Patrimônio Mundial (OCBPM) e consultor da CNM, Mário Nascimento, e com as analistas técnicas de Turismo Marta Feitosa e Mônica Costa, o secretário apresentou o quadro de acompanhamento de transmissão comunitária e de infectados pelo novo coronavírus além do monitoramento da ocupação de leitos na cidade. “A gente tem um cuidado redobrado. Quando atingir 50% dos leitos de UTI e de enfermaria ou quando percentual de casos confirmados em relação a população ultrapassar ou chegar próximo ao índice nacional, teremos que adotar medidas mais restritivas”, informou.

Para evitar o aumento de casos de coronavírus na cidade, o convidado enfatizou que o Município publicou um decreto com um conjunto de protocolos de segurança sanitária que devem ser seguidos pela população, comerciantes e visitantes. “Criamos indicadores para fazer o monitoramento após a retomada do comércio. A cidade vai fazer uma testagem em massa de todos os casos de sintomas gripais e respiratórios para isolar as pessoas com casos positivos”, pontuou.Martinha RED

Como forma de complementar as medidas de segurança, também foi firmada parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para orientar o comerciantes e clientes no acesso às dependências de estabelecimentos. “Fizemos um conjunto de normas específicas onde as pessoas que irão almoçar em um restaurante precisam higienizar as mãos e usar luvas e máscaras ao se servirem. Por sua vez, o estabelecimento mantém uma distância segura entre as mesas, distribui álcool em gel e usa aparelhos para verificar a temperatura dos clientes”, explicou. O Sebrae ainda ficou responsável por emitir uma certificação para os comércios que cumprirem metas de segurança.

Retomada do Turismo
A arrecadação com as visitas aos atrativos turísticos e os serviços relacionados ao setor são responsáveis por 40% dos empregos diretos e indiretos e formais e informais de Foz do Iguaçu. Além disso, os recursos do Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) com o Turismo representa dois terços do que é arrecadado com esse tributo na cidade paranaense.

Por conta dessa representatividade para a economia local e geração de oportunidades, a prefeitura implementou programas como forma de estimular a retomada do crescimento. O secretário citou iniciativas como o acesso a financiamentos por microempresários da cidade em que são oferecidas linhas de crédito em três faixas, com limite de R$ 6 mil, carência de 12 meses e pagamento em até 24 parcelas sem juros (programa Juro Zero). A expectativa, segundo o convidado, é de que o programa alcance até 10 mil operações. “Assumimos o papel de facilitadores”, disse Piollo.Mario live turismo red

A medida foi elogiada pelos representantes da CNM. “É isso que a gente espera de uma gestão municipal: mostrar o caminho aos empreendedores e microempresários e o Município ser ainda mais parceiro nesse momento. Não precisa de muito. Se o Município não tiver recursos, pode trabalhar para mostrar os caminhos para a população e comerciantes” disse Mário Nascimento. “É muito importante a gestão municipal ter essa efetiva participação”, complementou Marta Feitosa. 

Além disso, o Município promoveu isenções de ISSQN em alvarás de ocupação de espaços licenciados pelas prefeituras e firmou parcerias com grandes empresas para investimentos em bolsas de qualificação de funcionários garantia de estabilidade de emprego por três meses desses profissionais. A cidade ainda pretende incentivar a remarcação de eventos e atrair empresas de tecnologia para que os turistas também comprem produtos fabricados na própria cidade. Saiba mais sobre o Decreto municipal. Conheça detalhes do programa Foz Juro Zero.  Assista à íntegra da live:

 

 

Por: Allan Oliveira e Amanda Maia

Da Agência CNM de Notícias

 


Notícias relacionadas