Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com o política de privacidade e política de cookies.

Home / Comunicação / IBGE inicia testes para o Censo 2022 nos Municípios brasileiros

Notícias

10/11/2021

Compartilhe esta notícia:

IBGE inicia testes para o Censo 2022 nos Municípios brasileiros

10112021 foto censo 2022 ibge testeAté 19 de novembro, recenseadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estarão em diferentes Municípios - de todos os Estados e do Distrito Federal - fazendo testes para o Censo Demográfico 2022. De acordo com o órgão, os locais são escolhidos de forma estratégica de acordo com características regionais. Além de bairros e distritos, constam no roteiro de testes terras indígenas, territórios quilombolas e aglomerados subnormais.

Cerca de 250 recenseadores atuam em campo para a coleta de testes. Entre os locais contemplados, há Municípios de diferentes portes, como Tigrinhos (SC), com 1.757 habitantes, segundos os dados do Censo 2010, e bairros de capitais, como Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS) e Rio Branco (AC). Para contemplar as diferentes realidades, o IBGE também faz o teste em locais distantes dos grandes centros urbanos, por exemplo, na comunidade ribeirinha de Novo Remanso, a 200 km de Manaus (AM).

De acordo com o instituto, os testes ocorrem para avaliar equipamentos, sistemas de coleta, questionários e a abordagem ao informante nos contextos locais. Estão sendo utilizados, nos testes, o modelo misto de coleta em que, além da entrevista presencial, os moradores podem optar por responder pela internet ou por telefone.

Os recenseadores usam boné, colete e bolsa azuis com a logomarca do IBGE. No colete, há o crachá de identificação, com foto, matrícula e identidade do entrevistador. As informações podem ser checadas pelos moradores em respondendo.ibge.gov.br ou pelo telefone 0800 721 8181.

Censo 2022
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) atuou pela realização do Censo, com atualização da estimativa populacional para uma distribuição mais justa dos recursos federais entre os governos locais, já que há repasses com critérios de transferência por tamanho populacional. O Censo é previsto a cada 10 anos, mas não ocorreu em 2020 em razão da pandemia da Covid-19 e, em 2021, por falta de verba. O Censo é o principal diagnóstico da realidade do Brasil e a estimativa populacional, que deveria ter sido promovida cinco anos após o Censo de 2021, ou seja, em 2015, também não ocorreu.

Covid-19
Para garantir a segurança dos recenseadores e dos moradores durante os testes, as equipes do IBGE seguem protocolos sanitários de segurança contra a Covid-19, com o uso de máscara, higienização das mãos e equipamentos com álcool em gel e distanciamento social. A partir de junho de 2022, o Censo chegará a mais de 70 milhões de domicílios brasileiros, em todo o país.

Leia também
Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento autoriza emenda ao PLOA para realização do Censo

Da Agência CNM de Notícias, com informações do IBGE
Foto: Cal Guimarães/Agência IBGE de Notícias 


Notícias relacionadas