Home / Comunicação / Inmet prevê mais chuva para Municípios do Sul e nível dos rios deve continuar a subir

Notícias

20/07/2015

Compartilhe esta notícia:

Inmet prevê mais chuva para Municípios do Sul e nível dos rios deve continuar a subir

Pref. São Lourenço do Sul (RS)A previsão é de que chuvas na Região Sul continuem, segundo boletim do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), divulgado nesta segunda-feira, 20 de julho. A área onde devem cair chuvas mais fortes, nas próximas 24 horas, é a região central do Rio Grande do Sul. Os índices pluviométricos poderão ultrapassar os 60 mm.

Estas chuvas fortes têm causado estragos e deixado muitos Municípios em Situação de Emergência ou Estado de Calamidade Pública. Há duas semanas a Confederação Nacional de Municípios (CNM) acompanha as previsões e as informações vindas das Defesas Civis catarinense, paranaense e gaúcha.

O solo da região está encharcado e os leitos dos rios continuam a subir, por isso, a Defesa Civil dos Estados sulistas pedem atenção e preveem mais prejuízos. Ainda há riscos de inundações e desmoronamentos de terras. Além disso, as chuvas virão acompanhadas de rajadas de ventos que podem contribuir para o destelhamentos de casas, derrubadas de postes e árvores.

Santa Catarina
O número de Municípios afetados estagnou desde 17 de julho. São 52 ao todo - 18 em Situação de Emergência e três em Estado de Calamidade Pública. Duas pessoas morreram. Uma em São Joaquim e outra em Coronel Freitas. São 7.260 afetados. Destes, 1,4 mil estão desalojados e 62 desabrigados. Mais de 1,2 mil casas foram destruídas ou danificadas.

O Rio Canoinhas está em Cota de Alerta, pois ele sobe com uma taxa de 1cm por hora.

Paraná
No Paraná, o número de Municípios atingidos aumentou de 57 para 64. São 51.414 pessoas afetadas. Uma pessoa morreu, 37 ficaram feridas, 429 permanecem desalojadas e 178 estão desabrigadas. No Estado, 4.664 casas foram danificadas e 18 destruídas.

O governo estadual decretou a Situação de Emergência coletiva em 28 Municípios. Manfrinópolis e Marquinho decretaram individualmente.

Rio Grande do Sul
Até domingo, dia 19, 25.847 pessoas foram afetadas no Rio Grande do Sul - 1.672 estão desabrigadas. São 61 Municípios afetados. Esteio e Rolante tiveram a SE decretada e outros 18 pedidos são analisados pela Defesa Civil do Estado e pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Como o nível dos rios na região metropolitana de Porto Alegre continua a subir, algumas pessoas tiveram que sair de casa. Alvorada, Esteio e Gravataí contam com o apoio das equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Defesa Civil para a remoção dos moradores que estão nas áreas de riscos.

 

 


Notícias relacionadas